CANADÁ
Nova Criação – Performance Duracional
“Water in a Heatwave”

No ano passado, Miles Greenberg criou “Oysterknife”, uma peça duracional em que passou 24 horas a andar, non-stop, sobre uma passadeira elétrica. A única paragem que fez foi de 25 minutos, por volta da hora 16ª, por perda de consciência. “Oysterknife” é a declaração de amor do artista canadiano, que vive entre Nova Iorque e Paris, à performance art dos anos 70, em particular aos grandes nomes da resistência negra, Senga Nengudi, Pope. L e David Hammons.

A BoCA apresenta pela primeira ao público português Miles Greenberg, jovem artista que trabalha entre a performance e a escultura, na linhagem de Marina Abramovic, com quem colabora desde muito cedo, especializado em performances duracionais e criação de formas esculturais que desafiam os limites da resistência física e partilham um olhar nada romantizado sobre o corpo queer negro. 

Em 2019, enquanto artista residente do Palais de Tokyo (Paris), criou “Alphaville Noir”, numa livre brincadeira com o filme futurístico de Goddard, “Alphaville” (1965), que decorre ao longo de 12 horas numa noite. “Alphaville Noir” marca a estreia do seu método de performance intitulado “Opera Didactica”, baseado em formas de movimento da cultura negra, como rituais vodu, e a dança japonesa Butoh. 

“Water in a Heatwave é uma nova performance duracional para oito performers e é o projeto mais desafiante, ao nível de escala e de duração, do artista. Dois a dois, os performers colidem os seus corpos uns contra os outros, no topo de uma série de pedestais, criando tensões variadas no espaço.


Criação:
Miles Greenberg
Com: Gerson Sanca, Danilo da Matta, Rolaisa Furtado, Débora Njoko, Valdo Sá, Pierre Kwenders, Joãozinho Costa, André Cabral, Sall Lam Toro, Lola, David Amado
Cenografia: Marie De Testa, Miles Greenberg
Música: personaljjesus
Produção: BoCA
Apoio: Carpintarias de São Lázaro, Studio Miles Greenberg

 “Water in a Heatwave” é uma comissão da BoCA Bienal de Artes Contemporâneas 2021

 

Próximos Eventos

ler mais
  • TERRA COBRE

    01 junho 2024 — 02 junho 2024
    Serralves

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +