PORTUGAL
Nova Criação – Performance
“Über Alles”

Quem são os “heróis do mar” que vão levantar “hoje de novo o esplendor de Portugal”? Serão “os egrégios avós” que escravizaram nações inteiras que devem continuar a representar a ideia de ser português? Quem afinal faz mesmo parte deste “nobre povo”?

Na exploração e análise de imaginários nacionalistas, os elementos simbólicos, linguísticos e narrativos são de grande relevância: infiltram os discursos públicos sobre a nação, servem para moldar identidades e conferem legitimidade a regimes. É neste contexto que o artista visual e performer Carlos Azeredo Mesquita propõe investigar um dos símbolos nacionais mais usados: o hino nacional. EmÜber Alles”, Carlos Azeredo Mesquita explora a natureza banal e universal do nacionalismo moderno infiltrado no nosso quotidiano sob a forma de pequenos símbolos e hábitos de linguagem que definem a ideia de “nós”.

Über Alles é uma performance duracional em que os performers exploram a história e as estórias, elementos da iconografia e da sociologia ligados aos hinos nacionais. Refletem sobre o papel que estas canções têm na construção da mitologia da nação e nas dinâmicas de inclusão e exclusão associadas a esse processo.

Direção artística e pesquisa: Carlos Azeredo Mesquita
Apoio à criação: Luísa Saraiva
Dramaturgia: Yasmina Reggad
Cocriação e interpretação: Ángela Diaz Quintela, Fabíola, Lea Taragona, Luísa Saraiva
Cocriação musical:  Francisco Antão, Lea Taragona, Julius Gabriel
Operação de som: Francisco Antão
Figurinos (cascos de cavalo): Alcides Rodrigues
Produção executiva: Maria João Santos
Co-produção: Teatro Municipal do Porto
Bolsa de Criação: O Espaço do Tempo, com o apoio do BPI / Fundação ”la Caixa”
Residências artísticas: O Espaço do Tempo, Circolando
Apoio: BoCA, DGARTES – Direcção-Geral das Artes, MAAT

Agradecimentos:
Gil Fortuna, José Carlos e Pastelaria Moinho Novo (Tentúgal), Centro de Formação Profissional do Calçado de São João da Madeira, João Costa, Sérgio Coutinho, Mala Voadora

 

Próximos Eventos

ler mais
  • TERRA COBRE

    01 junho 2024 — 02 junho 2024
    Serralves

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +