PORTUGAL
Nova Criação – Performance
“Overlapses, Riddles & Spells”

O modo como nos co-relacionamos ou como nos afetamos mutuamente, numa permanente interdependência, é um princípio que atravessa muitas das obras da artista visual Andreia Santana. “Overlapses, Riddles & Spells” é um projeto que contempla uma instalação inédita com obras de vidro e ferro.

As esculturas serão vocalizadas por António Poppe (poeta e artista visual), semeando bactérias nos objetos através do sopro, sonorizadas por João Polido (músico), dando a ouvir sons quase imperceptíveis ou direcionados para outros seres, e usadas enquanto cápsula, extensão ou prótese do corpo, pela performer Vânia Doutel Vaz.

Em Overlapses, Riddles & Spells, Andreia Santana concebe um espaço híbrido e mutante, que serve de receptáculo para objetos metamórficos em constante movimento serem acionados através de performance, poesia e som, enfatizando a co-relação e interdependência entre seres desenhada a partir da leitura dermatológica das obras.

Posteriormente à apresentação no CCB de “Overlapses, Riddles & Spells, a instalação será adaptada e apresentada numa versão expositiva no Reservatório da Patriarcal / Museu da Água (Lisboa) até 17 de outubro. Aqui mais detalhes.

 

Criação e direção: Andreia Santana
Performer: Vânia Doutel Vaz
Voz: António Poppe
Som: João Polido
Produção: BoCA
Co-produção: Centro Cultural de Belém
Apoio à produção: ArtWorks
Apoios: Solar – Galeria de Arte Cinemática, Curtas Metragens CRL, Galeria Filomena Soares, Normax (Fábrica de Vidros Científicos, Lda), Reservatório da Patriarcal/Museu da Água, Constança Entrudo
Residência: O Espaço do Tempo

“Overlapses, Riddles & Spells”é uma comissão da BoCA Bienal de Artes Contemporâneas 2021

Próximos Eventos

ler mais
  • TERRA COBRE

    01 junho 2024 — 02 junho 2024
    Serralves

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +