A história de Jesus recontada por imigrantes.
— The New York Times

No passado, Pier Paolo Pasolini e Mel Gibson filmaram a crucificação de Jesus na cidade de Matera, no sul da Itália. Em 2019, Matera tornou-se o pano de fundo para uma nova encenação da Paixão. Desta vez, Jesus foi interpretado pelo ativista político camaronês Yvan Sagnet, que defende os direitos dos trabalhadores ilegais explorados por um sistema agrícola liderado pela máfia. Muitos desses trabalhadores são refugiados de África e não têm para onde ir.

“O Novo Evangelho”, vencedor do prémio de Melhor Documentário no Festival de Cinema da Suíça, é ao mesmo tempo uma gravação dos ensaios da peça de teatro e, nos bastidores, uma documentação da luta de Sagnet e dos seus compatriotas africanos por visibilidade e dignidade. Vemos Sagnet crescer no seu papel de Jesus, o primeiro Jesus negro da história do cinema europeu, enquanto mobiliza grupos de trabalhadores próximo de Matera num protesto em grande escala denominado de “Revolta da Dignidade”. E a dignidade é precisamente o que este filme visa nos seus retratos de ativistas e de atores. O encenador e realizador suíço Milo Rau quer que o seu trabalho “não retrate apenas o mundo, mas o mude”. Este projeto, mais do que apenas um filme ou uma peça de teatro, levou a melhores condições de habitabilidade para os migrantes de Matera e à fundação de uma marca de comércio justo na agricultura de tomates daquela região.


Realização
: Milo Rau
Produção: Arne Birkenstock, Sebastian Lemke, Olivier Zobrist
Guião: Milo Rau
Fotografia: Thomas Eirich-Schneider
Som: Marco Teufen, Julian Joseph
Montagem: Katja Dringenberg
Produção: Fruitmarket, Langfilm & IIPM – International Institute of Political Murder
Coprodução: SRF Schweizer Radio und Fernsehen / SRG SSR, ZDF e em cooperação com ARTE, Fondazione Matera Basilicata 2019, Consorzio Teatri Uniti di Basilicata e Teatro di Roma apoiado por Film und Medienstiftung NRW, Bundesamt fur Kultur (BAK),Zurcher Filmstiftung, DFFF – Deutscher Filmförderfonds, Kanton St. Gallen Kulturförderung / Swisslos, BKM – Die Beauftragte der Bundesregierung fur Kultur und Medien, Volkart Stiftung, Suissimage Kulturfonds

Próximos Eventos

ler mais
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +