Artista Residente no biénio 2019-2020

Portugal | Instalação

 

Foi em Bacantes – Prelúdio para uma purga (2017) que a coreógrafa Marlene Monteiro Freitas começou por manipular estantes de partitura. Na instalação Cattivo – da boca para fora, em colaboração com André Calado, Andreas Merk , Miguel Figueira, Tiago Cerqueira e Yannick Fouassier, dá-lhes protagonismo. Comissionada pela BoCA e estreada mundialmente na edição BoCA 2019, no Mosteiro São Bento da Vitória / Teatro Nacional São João, a instalação é agora apresentada no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa.
Em Cattivo – da boca para fora, as estantes são objetos de pedestal, compostos por partes diversas com dimensões e formas variadas, ligadas entre si através de rótulas, como as marionetas que, por sua vez, são feitas à semelhança do esqueleto animal ou humano. As estantes de partitura são corpos desdobráveis com o propósito de servir de apoio à partitura dos músicos, que tocam ou cantam. A sua forma e função são aparentemente indissociáveis, a não ser quando Marlene lhes atribui novos significados e usos, desde logo extraindo-lhes qualidades antropomórficas. Em Cattivo, as estantes são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas, a capacidade para encarnarem estados emocionais e tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos, constituindo-se como equipa numa comunidade sinfónica, com diferentes instrumentos, ritmos, linhas melódicas…
Como palco, jardim ou casa de bonecas, a instalação situa-se entre o vegetal, o animal e o mundo da fantasia. “Sós, no espaço, conseguirão estas estantes convencer-nos da sua performance (…) Quebrámo-las, dobrámo-las, desarticulámo-las, machucámo-las e elas, pelo seu lado, morderam-nos, magoaram-nos, traíram-nos, resistiram-nos. (…) Elas certamente dirão mais, e mais acertado, pelas suas bocas, do que eu alguma vez pude dizer ou direi deste trabalho.”


Equipa 
Marlene Monteiro Freitas em colaboração com André Calado, Andreas Merk, Miguel Figueira, Tiago Cerqueira e Yannick Fouassier
Comissão BoCA
Produção
 BoCA e P.OR.K
Co-produção Teatro Nacional São João e São Luiz Teatro Municipal
Fotografias Bruno Simão
A BoCA e a P.OR.K são estruturas financiadas pela Direção-Geral das Artes / Ministério da Cultura

 

 

Próximos Eventos

ler mais
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • BoCA Summer School: Corpo e Natureza

    06 julho 2024 — 07 julho 2024
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    COLETIVO HUNI KUIN

    No workshop "Corpo e Natureza", o coletivo Huni Kuin propõe uma prática e reflexão acerca do papel da arte no processo de fortalecimento de corpos na sua sociedade. Durante a formação, cada corpo assumirá diferentes faces: ora instrumento, ora embarcação coletiva, ora suporte para intervenção artística, simbólica e comunicativa com a natureza através da descoberta da pintura.

    +
  • BoCA Summer School: Cantos na Cosmovisão Huni Kuin

    06 julho 2024 — 07 julho 2024
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    COLETIVO HUNI KUIN

    No workshop "Cantos na Cosmovisão Huni Kuin", o coletivo Huni Kuin propõe uma experiência imersiva que se relaciona com a cultura musical do seu povo, pensando a voz e a melodia enquanto veículos e instrumentos para agir no mundo, constituir corpos e viver bem.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +