• VISCERAL MONUMENTS

    09 março 2018 — 10 março 2018
    Hub Criativo do Beato

    Exposição com curadoria de John Romão

    Obras de André Romão (PT), Boris Charmatz & César Vayssié (FR), Brice Dellsperger (FR), Claudia Maté (ES), Diogo Evangelista (PT), Gregor Rozanski (PL), João Onofre (PT), João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira (PT), Tania Bruguera (CU) e Tiago Alexandre (PT)

    +
  • Symphonia harmoniæ cælestium revelationum

    27 março 2018 — 29 março 2018
    Centre National de la Danse

    FRANÇOIS CHAIGNAUD & MARIE-PIERRE BRÉBANT

    Depois da estreia mundial no contexto da BoCA, no Teatro Nacional São Carlos, os artistas continuam a desenvolver o projeto e apresentam-no agora no Centre National de la Danse, em Paris

    +
  • A BoCA de…

    10 maio 2018
    Escola Superior de Dança (campus ISEL, Chelas)

    MARIANA TENGNER BARROS

    Masterclass e conversa com a coreógrafa e bailarina Mariana Tengner Barros, a 10 de Maio, na Escola Superior de Dança

    +
  • A BoCA de…

    15 maio 2018
    Escola Artística António Arroio (Lisboa)

    MUSA PARADISIACA

    Masterclass e conversa com Musa paradisiaca (Eduardo Guerra e Miguel Ferrão), Artistas Residentes da BoCA em 2017/2018, a 15 de Maio, na Escola Artística António Arroio

    +
  • A BoCA de…

    18 maio 2018
    Escola Artística António Arroio (Lisboa)

    SALOMÉ LAMAS

    Masterclass e conversa com Salomé Lamas, Artista Residente da BoCA em 2017/2018, a 18 de Maio, na Escola Artística António Arroio

    +
  • WORKSHOP COM TADASHI KAWAMATA & OS ESPACIALISTAS

    28 agosto 2018 — 31 agosto 2018
    MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia

    BoCA SUMMER SCHOOL 2018

    Se te interessas por artes visuais e arquitectura, isto é para ti. O artista japonês Tadashi Kawamata vem a Lisboa partilhar a vasta experiência em instalações site-specific, em colaboração com o coletivo de artistas Os Espacialistas. É uma oportunidade única para aprender, conceptualizar e participar na própria exposição que Kawamata vai criar para o MAAT.

    +
  • WORKSHOP com Miguel Amado, em colaboração com Tania Bruguera e Alistair Hudson

    30 agosto 2018 — 02 setembro 2018
    Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado

    BoCA SUMMER SCHOOL 2018

    A noção de Arte Útil, proposta pela artista cubana Tania Bruguera e um grupo informal de colaboradores, categoriza práticas artísticas colaborativas que contribuem para a mudança social, criando resultados benéficos para as pessoas ou comunidades nelas envolvidas. O comissário português Miguel Amado orienta o workshop, em colaboração com Bruguera e Alistair Hudson, co-diretores da Associação de Arte Útil.

    +
  • WORKSHOP COM ANA BORRALHO & JOÃO GALANTE

    04 setembro 2018 — 08 setembro 2018
    MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia

    BoCA SUMMER SCHOOL 2018

    "Sexy MF" de Ana Borralho & João Galante é já um clássico da performance em Portugal. O workshop questiona o corpo e a sua intimidade, a sexualidade e o erotismo, a identidade, o comportamento do género e os seus limites. Como transcender as noções de feminino e masculino, não apenas no entendimento inteletual mas na experiência física do dia a dia? Como criar a confusão sexual anulando ou salientando o género?

    +
  • WORKSHOP COM JAN MARTENS

    05 setembro 2018 — 07 setembro 2018
    Estúdios Victor Córdon / CNB & TNSC

    BoCA SUMMER SCHOOL 2018

    O coreógrafo belga Jan Martens vem a Lisboa para dirigir um workshop de movimento e criação coreográfica, destinado a intérpretes de dança e teatro. O workshop oferece uma imersão total na diversificada paisagem coreográfica das criações de Jan Martens, que apresenta aos participantes as metodologias que utilizou para alguns de seus trabalhos.

    +
  • WORKSHOP com John Romão

    12 setembro 2018 — 15 setembro 2018
    Culturgest

    BoCA SUMMER SCHOOL 2018

    O encenador e diretor artístico da BoCA, John Romão, propõe um workshop que alia referências das artes visuais e da performance ao trabalho performativo da cena, aberto a estudantes e profissionais das artes cénicas. "Bad and Sick" decorre na Culturgest, entre 12-15 SET.

    +
  • WORKSHOP COM MARINO FORMENTI

    17 setembro 2018 — 20 setembro 2018
    Estúdios Victor Córdon - CNB & TNSC

    BoCA SUMMER SCHOOL 2018

    Depois da sua passagem por Lisboa durante a BoCA com "Nowhere", numa colaboração com Ricardo Jacinto, o pianista italiano Marino Formenti, elogiado "o Glenn Gould do séc. XXI" (Los Angeles Times), vem dirigir um workshop único para músicos, intérpretes de música e a todos aqueles que gostam de música.

    +
  • Residência artística de TÂNIA CARVALHO

    01 outubro 2018 — 22 fevereiro 2019
    Estúdios Victor Córdon - CNB & TNSC

    RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

    A artista multidisciplinar Tânia Carvalho integra a programação da 2a edição da BoCA - Biennial of Contemporary Arts com uma nova criação. A este propósito, estará em residência artística nos Estúdios Victor Córdon - CNB & TNSC.

    +
  • Residência artística | MARLENE MONTEIRO FREITAS

    07 janeiro 2019 — 16 janeiro 2019
    Mosteiro de São Bento da Vitória / TNSJ

    RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

    Marlene Monteiro Freitas inicia uma residência artística em torno da sua nova criação para a BoCA 2019, "Cattivo - Instalação para Estantes de Partitura e Outros Materiais", no Mosteiro de São Bento da Vitória / Teatro Nacional São João (Porto).

    +
  • CAVE OF FORGOTTEN DREAMS

    01 março 2019 — 03 março 2019
    Gnration, Braga

    WORKSHOP COM JOHN ROMÃO
    Teatro | Performance

    No workshop "Cave of forgotten dreams" propõe-se trabalhar com dois materiais diferentes: por um lado, as pinturas rupestres presentes na caverna de Chauvet-Pont-d'Arc, o testemunho mais antigo de arte da Humanidade; por outro, ações performativas dos anos 60-70, concebidas por Vito Acconci, pioneiro da performance e da arquitetura viscerais.

    +
  • Filtros Fantásticos

    09 março 2019
    Centro de Experimentação Artística, Moita

    WORKSHOP COM MARIANA TENGNER BARROS

    Este será um laboratório de experimentação criativa, que indaga as possibilidades da dança, do movimento e da performance como prática política de activação do corpo. Serão investigados modos de atenção e estados de consciência que permitam a reconfiguração dos filtros que usamos para entender a “realidade”.

    +
  • Nídia Dj set

    15 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    NÍDIA

    Nídia é uma das vozes de uma geração que tem vindo a transformar o panorama da música eletrónica contemporânea internacional a partir de uma base comunitária. Estreou-se em 2015, com “Danger”, dois anos depois editou na Príncipe o seu primeiro longa duração “Nídia é Má, Nídia é Fudida”. Ao longo do seu caminho tem tocado como DJ um pouco por todo o mundo, co-produziu temas e assinou remixes para pares como Fever Ray ou Kelela - chegando a vencer um Grammi em 2018.

    +
  • Black Dj Set

    15 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    BLACK

    Podemos apontar Black como um dos motores a estabelecer a noite lisboeta como a conhecemos hoje. Co-fundador da associação Filho Único, e dos Gala Drop; com outros fez a Príncipe e editou música que Lisboa não sabia que tinha. Mexeu em clássicos de dança editando na Interzona 13. Enquanto DJ, selou muito rapidamente a vocação e os sets que faz são autênticas composições de energia. Suor, concentração e uma onda de felicidade que se entende à distância.

    +
  • SPIRIT HOUSE

    15 março 2019 — 28 abril 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    MARINA ABRAMOVIC

    "Spirit House" é uma instalação que Marina Abramovic concebeu para um antigo matadouro municipal nas Caldas da Rainha, em 1997. Agora, 22 anos depois, a instalação é apresentada em Lisboa. "Spirit House" é constituído por cinco vídeos que dialogam entre si, nos quais vemos Marina Abramovic em diferentes performances criadas para a câmera: 'Dissolution', 'Insomnia', 'Luminosity', 'Dozing Consciousness' e 'Lost Souls'.

    +
  • ALIGNIGUNG 2

    15 março 2019 — 28 abril 2019
    Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

    WILLIAM FORSYTHE

    A BoCA apresenta pela primeira vez em Portugal uma das obras que integra a série "Choreographic Objects". A vídeo-instalação "Alignigung 2" de William Forstyhe é apresentada em três museus de três cidades: o Museu Nacional de Arte Antiga (Lisboa), o Museu Nacional Soares dos Reis (Porto) e o Museu D. Diogo de Sousa (Braga). "Alignigung 2" é um híbrido entre coreografia, filme e escultura, e conta com a colaboração musical de Ryoji Ikeda.

    +
  • ALIGNIGUNG 2

    15 março 2019 — 30 abril 2019
    Museu Nacional Soares dos Reis, Porto

    WILLIAM FORSYTHE

    A BoCA apresenta pela primeira vez em Portugal uma das obras que integra a série "Choreographic Objects". A vídeo-instalação "Alignigung 2" de William Forstyhe é apresentada em três museus de três cidades: o Museu Nacional de Arte Antiga (Lisboa), o Museu Nacional Soares dos Reis (Porto) e o Museu D. Diogo de Sousa (Braga). "Alignigung 2" é um híbrido entre coreografia, filme e escultura, e conta com a colaboração musical de Ryoji Ikeda.

    +
  • ALIGNIGUNG 2

    15 março 2019 — 30 abril 2019
    Museu Dom Diogo de Sousa, Braga

    WILLIAM FORSYTHE

    A BoCA apresenta pela primeira vez em Portugal uma das obras que integra a série "Choreographic Objects". A vídeo-instalação "Alignigung 2" de William Forstyhe é apresentada em três museus de três cidades: o Museu Nacional de Arte Antiga (Lisboa), o Museu Nacional Soares dos Reis (Porto) e o Museu D. Diogo de Sousa (Braga). "Alignigung 2" é um híbrido entre coreografia, filme e escultura, e conta com a colaboração musical de Ryoji Ikeda.

    +
  • THE ONLY POSSIBLE CITY

    15 março 2019 — 28 abril 2019
    Capela das Albertas / Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

    MEG STUART

    Inicialmente concebida para uma sala ampla e neutra da Manifesta, a vídeo-instalação de Meg Stuart é agora recontextualizada na Capela das Albertas, dentro do Museu Nacional de Arte Antiga de Lisboa. A Capela das Albertas foi um convento carmelita, feminino, fundado no final do século XVI, e é provável que poucos se lembrem dele. O espaço tem estado fechado e está a precisar de restauto, e será reaberto exclusiva e temporariamente para esta obra de Meg Stuart.

    +
  • IDENTIDADE NACIONAL (PRÍNCIPE REAL)

    15 março 2019 — 07 abril 2019
    Museu da Água - Reservatório da Patriarcal, Lisboa

    JOÃO PEDRO RODRIGUES & JOÃO RUI GUERRA DA MATA

    Em pleno Jardim do Príncipe Real, local iconográfico de deambulações de corpos LGBT, encontra-se o subterrâneo Museu da Água / Reservatório da Patriarcal. A BoCA apresenta a instalação "Identidade Nacional (Príncipe Real)" numa descida às entranhas que recontextualiza os corpos que os realizadores têm vindo a filmar, reunindo filme, fotografia e adereços de filmes, numa reflexão sobre identidades, identidade de género e identidade nacional.

    +
  • O PEIXE

    15 março 2019 — 30 abril 2019
    Fonte do Ídolo, Braga

    JONATHAS DE ANDRADE

    No filme "O Peixe", uma vila de pescadores encena uma espécie de ritual: eles retêm os peixes entre os braços até ao momento da morte. Um abraço limite, um abraço entre predador e presa, entre vida e morte, entre o trabalhador e o fruto do trabalho, no qual o olhar – do pescador, do peixe, da câmera e do espectador – desempenha um papel crucial. Situada num território híbrido entre documentário e ficção, a obra dialoga com a tradição etnográfica do audiovisual.

    +
  • TEMPLE TIME

    15 março 2019 — 31 março 2019
    Museu Nacional Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa

    RYAN TRECARTIN

    Ryan Trecartin é um dos mais inovadores artistas a trabalhar em vídeo na atualidade. Os filmes de Ryan Trecartin são uma mistura de artes performativas, sitcoms e hipnóticas colagens digitais. Filmado num antigo templo maçónico em Los Angeles - um labirinto de cinco andares de salas grandes e cavernosas, semelhante a um centro de convenções - "Temple Time" desenrola-se como uma expedição de um grupo de amigos, num filme de terror, a um terreno de acampamento selvagem.

    +
  • Flora

    16 março 2019 — 30 abril 2019
    Museu da Imagem, Braga

    ANDRÉ ROMÃO

    A exposição “Flora” de André Romão apresenta uma série de esculturas, fotografias e vídeos realizados nos últimos anos pelo artista, propondo-nos uma narrativa livre e especulativa sobre as condições de habitabilidade e sobrevivência no mundo, tanto física como culturalmente.

    +
  • O PEIXE

    16 março 2019 — 13 abril 2019
    Cisterna da Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, Lisboa

    JONATHAS DE ANDRADE

    No filme "O Peixe", uma vila de pescadores encena uma espécie de ritual: eles retêm os peixes entre os braços até ao momento da morte. Um abraço limite, um abraço entre predador e presa, entre vida e morte, entre o trabalhador e o fruto do trabalho, no qual o olhar – do pescador, do peixe, da câmera e do espectador – desempenha um papel crucial. Situada num território híbrido entre documentário e ficção, a obra dialoga com a tradição etnográfica do audiovisual.

    +
  • RUA – em Braga

    16 março 2019
    Museu Dom Diogo de Sousa, Braga

    VOLMIR CORDEIRO

    O Museu do Louvre acolheu a primeira encarnação de “Rua”, em 2016, criação de Volmir Cordeiro, coreógrafo e bailarino brasileiro, numa nova exploração do potencial poético de um corpo em espaço museológico, em tensão com a poesia de Bertolt Brecht sobre a guerra (“O ABC da guerra”, de 1954) Em “Rua”, Volmir encarna os múltiplos corpos e rostos que a rua pode conter, condensa no seu corpo as mais diversas personagens da fauna urbana, as mais marginais.

    +
  • GESTUÁRIO II

    16 março 2019
    Maus Hábitos, Porto

    INSTITUTO DA MULHER NEGRA EM PORTUGAL

    O Instituto da Mulher Negra em Portugal - INMUNE, dá a conhecer nesta performance os temas que envolvem a criação desta entidade feminista interseccional e anti-racista, constituída por mulheres negras. A performance "Gestuário II" segue intacta no combate ao silenciamento das mulheres negras, africanas e afrodescendentes na História e no tempo presente.

    +
  • TERZI

    16 março 2019
    Museu Dom Diogo de Sousa, Braga

    TERZI

    O equilíbrio e a euforia do beat matching, que é a soma de dois momentos e de duas fisicalidades, definem a linha de baixo harmoniosa e delirante onde o Gonçalo, o Terzi, habita e nos recebe.
    No primeiro dia da BoCA em Braga, a 16 MAR, não podes escapar ao programa completo e de entrada gratuita que te propomos.

    +
  • RUA – em Lisboa

    17 março 2019
    Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

    VOLMIR CORDEIRO

    O Museu do Louvre acolheu a primeira encarnação de “Rua”, em 2016, criação de Volmir Cordeiro, coreógrafo e bailarino brasileiro, numa nova exploração do potencial poético de um corpo em espaço museológico, em tensão com a poesia de Bertolt Brecht sobre a guerra (“O ABC da guerra”, de 1954) Em “Rua”, Volmir encarna os múltiplos corpos e rostos que a rua pode conter, condensa no seu corpo as mais diversas personagens da fauna urbana, as mais marginais.

    +
  • SPIRIT HOUSE | por DELFIM SARDO

    17 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    VISITA COMENTADA A SPIRIT HOUSE DE MARINA ABRAMOVIC

    O curador Delfim Sardo foi quem, em 1997, no Matadouro Municipal das Caldas da Rainha, fez a curadoria da instalação "Spirit House" de Marina Abramovic. Agora, com a instalação nas Carpintarias de São Lázaro, Delfim Sardo faz-nos uma visita comentada.

    +
  • Workshop com Jonas & Lander

    18 março 2019 — 19 março 2019
    Lisboa Ginásio Clube, Lisboa

    WORKSHOP "VOZ" COM JONAS & LANDER

    Os bailarinos e coreógrafos Jonas & Lander dirigem um workshop dedicado ao público maior de 50 anos, em Lisboa.

    +
  • duploc barulin

    20 março 2019 — 21 março 2019
    Teatro Taborda / Teatro da Garagem, Lisboa

    TÂNIA CARVALHO

    Depois de em 2017 ter apresentado uma exposição de desenhos na BoCA, "Toledo", desta vez conhecemos uma outra expressão artística, a Tânia em concerto. É aí que está a explorar as possibilidades criativas do instrumento, num concerto onde pela primeira vez também está a compor música para um outro performer, André Santos, que se junta a ela ao piano. As letras são da própria ou textos de Fernando Pessoa.

    +
  • ANA CRISTINA CACHOLA, DELFIM SARDO, FILIPA OLIVEIRA

    20 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    CONVERSA COM ANA CRISTINA CACHOLA, DELFIM SARDO, FILIPA OLIVEIRA

    Helena Almeida (1934-2018): a sua obra, a sua influência em outros artistas, o seu legado.
    Os três curadores que também são tutores do projeto de formação e criação artística "Sente-me, Ouve-me, Vê-me", que a BoCA produz, vão estar à conversa sobre este projeto que implica jovens compositores e instrumentistas de três universidades de música, de três cidades do país (Lisboa, Porto e Braga).

    +
  • IF YOU WANT TO CONTINUE

    22 março 2019 — 23 março 2019
    MAAT, Lisboa

    VASYA RUN

    Vasya Run é um coletivo russo anónimo, constituído por rapazes entre os 16 e 27 anos, da periferia de Moscovo, que mistura arte contemporânea, teatro, subculturas de rua e rituais de emancipação espiritual. "If you want to continue", a sua nova performance, é comissionada pela BoCA e tem como conceito principal a figura do herói, que está associada a um estado “pós” o momento presente.

    +
  • GESTUÁRIO II

    22 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    INSTITUTO DA MULHER NEGRA EM PORTUGAL

    O Instituto da Mulher Negra em Portugal - INMUNE, dá a conhecer nesta performance os temas que envolvem a criação desta entidade feminista interseccional e anti-racista, constituída por mulheres negras. A performance "Gestuário II" segue intacta no combate ao silenciamento das mulheres negras, africanas e afrodescendentes na História e no tempo presente.

    +
  • Soará a silêncio, o som de uma revolução dentro de um Bunker

    23 março 2019 — 28 março 2019
    Casa dos Crivos, Braga

    MARIA TRABULO

    "Soará a silêncio, o som de uma revolução dentro de um Bunker" apresenta-se como uma instalação composta por elementos vários, que performers locais ativarão em momentos programados, convidando a que esta ação se estenda ao público. Integrado no ciclo 3X3 na Casa dos Crivos.

    +
  • CATERINA BARBIERI LIVE ACT – Lisboa

    23 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    CATERINA BARBIERI

    A música de Caterina Barbieri tem origem numa meditação sobre as ondas primárias e a dança polirrítmica de harmónicos em sons sintéticos. Barbieri é mestre de efeitos potencialmente hipnóticos da repetição psicoacústica na mente humana, e dá a conhecer a sua linguagem minimalista modular, em dois concertos únicos, em Lisboa e Porto.

    +
  • IF YOU WANT TO CONTINUE

    24 março 2019
    Palácio dos Correios, Porto

    VASYA RUN

    Vasya Run é um coletivo russo anónimo, constituído por rapazes entre os 16 e 27 anos, da periferia de Moscovo, que mistura arte contemporânea, teatro, subculturas de rua e rituais de emancipação espiritual. "If you want to continue", a sua nova performance, é comissionada pela BoCA e tem como conceito principal a figura do herói, que está associada a um estado “pós” o momento presente.

    +
  • THE THIRD PART OF THE THIRD MEASURE

    24 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    THE OTOLITH GROUP

    "The Third Part of the Third Measure" é uma nova composição audiovisual dos The Otolith Group. Cria um encontro com o minimalismo militante do compositor vanguardista, pianista e cantor afro-americano Julius Eastman. "The Third Part of the Third Measure" convida os espectadores a assistirem à estética em êxtase do radicalismo negro que o próprio Eastman uma vez descreveu como "cheio de honra, integridade e coragem ilimitada".

    +
  • CATERINA BARBIERI LIVE ACT – Porto

    24 março 2019
    Passos Manuel, Porto

    CATERINA BARBIERI

    A música de Caterina Barbieri tem origem numa meditação sobre as ondas primárias e a dança polirrítmica de harmónicos em sons sintéticos. Barbieri é mestre de efeitos potencialmente hipnóticos da repetição psicoacústica na mente humana, e dá a conhecer a sua linguagem minimalista modular, em dois concertos únicos, em Lisboa e Porto.

    +
  • Os Animais e o Dinheiro

    26 março 2019
    Teatro da Trindade, Lisboa

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    “Laboratório de Formas de Sentir Acima da Média” - é esta é a proposta de Gonçalo M. Tavares & Os Espacialistas para a BoCA 2019. São três performances inéditas apresentadas em salas de teatro a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    +
  • BIBLIOTECA

    27 março 2019 — 30 abril 2019
    Estufa Fria, Lisboa

    HORÁCIO FRUTUOSO

    Horáco Frutuoso recorre, no seu trabalho, a diferentes meios, estruturando a sua prática a partir do pensamento e organização de uma pintura. Cruza com a poesia visual, imagens digitais e a instalação-performance.
    No contexto da BoCA, foi-lhe proposto criar uma obra nova, tendo como base o vídeo "A Experiência do Lugar II" de Helena Almeida. Esta é a primeira obra que Horácio Frutuoso cria para o espaço exterior.

    +
  • MASTERCLASS “TRANSOBJESTOS”

    28 março 2019
    Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Porto

    OS ESPACIALISTAS

    Na segunda edição da BoCA, Os Espacialistas vão colaborar com o escritor Gonçalo M. Tavares na criação e apresentação de três conferências-performances inéditas a serem apresentadas nas três cidades oficiais da BoCA 2019 - Lisboa, Porto e Braga - sob o título "Os Animais e o Dinheiro". Dois dias antes da apresentação no Teatro Municipal do Porto - Rivoli, Os Espacialistas dão a sua primeira masterclass na FBAUP.

    +
  • Forum Dança

    29 março 2019 — 30 março 2019
    Culturgest Porto

    FORUM DANÇA

    Numa parceria entre a BoCA e o Forum Dança, apresentamos 3 solos resultantes do PACAP 2, com curadoria de Sofia Dias & Vítor Roriz: "Descarada" de Patrícia Árabe, "A body that hides also stands" de Marta Ramos, e "Miragem" de Renann Fontoura. O PACAP - Programa Avançado de Criação em Artes Performativas é dedicado a profissionais e estudantes de áreas artísticas investigam num período de experimentação avançada, conciliando a investigação teórica e prática do corpo e movimento.

    +
  • BEYONCÉ MASS

    29 março 2019 — 30 março 2019
    Igreja do Convento dos Inglesinhos, Lisboa

    BEYONCÉ MASS

    "Beyoncé Mass" é uma celebração de adoração feminina que usa a música e a vida pessoal de Beyoncé como uma ferramenta que promove um discurso de empoderamento sobre os marginalizados e esquecidos, particularmente as mulheres negras - as suas vidas, os seus corpos e as suas vozes. Com Yolanda Norton, Assistente do Antigo Testamento no Seminário Teológico de São Francisco, e a participação do Coro Gospel de Lisboa.

    +
  • ROSA. ESPINHO. DUREZA.

    29 março 2019 — 30 março 2019
    Teatro Municipal do Porto - Rivoli, Porto

    GABRIEL FERRANDINI

    A convite da BoCA, o baterista Gabriel Ferrandini concebe a sua primeira criação de palco, partilhando-o com o ator Frederico Barata. "Rosa. Espinho. Dureza." é constituído por três atos: trabalho, sexo, amor. Como um tríptico, em que os conceitos e materiais estão inter-ligados, cada ato terá uma ação e um objeto para representar o respetivo "problema", que serão repetidos exaustivamente, testando a persistência e concentração dos intérpretes e desafiando o público.

    +
  • SÃO SIMEÃO DA MONTANHA ADMIRÁVEL

    29 março 2019 — 28 abril 2019
    Convento de São Pedro de Alcântara, Lisboa

    PROJECTO TEATRAL

    O coletivo Projecto Teatral é, presentemente, constituído por João Rodrigues, Maria Duarte, Helena Tavares, André Maranha e Gonçalo Ferreira de Almeida. Nesta edição da BoCA apresentam uma nova criação, "São Simeão da Montanha Admirável", projetada para a igreja do Convento de São Pedro de Alcântara, no coração da cidade de Lisboa.

    +
  • (DES)DOBRAS

    30 março 2019 — 04 abril 2019
    Casa dos Crivos, Braga

    ADOLFO LUXÚRIA CANIBAL

    Adolfo Luxúria Cabinal, conhecido sobretudo pelo seu trabalho enquanto músico e vocalista dos Mão Morta, apresenta na BoCA uma performance e instalação, com elementos plásticos diversos, música, vídeo e o lançamento de um livro.

    +
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO

    30 março 2019
    Teatro Municipal do Porto - Rivoli, Porto

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    “Laboratório de Formas de Sentir Acima da Média” - é esta é a proposta de Gonçalo M. Tavares & Os Espacialistas para a BoCA 2019. São três performances inéditas apresentadas em salas de teatro a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    +
  • YOLANDA NORTON & ALEXANDRA SANTOS (INMUNE)

    31 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    CONVERSA COM YOLANDA NORTON & ALEXANDRA SANTOS (INMUNE)

    Feminismos, religião e cultura. Combate ao silenciamento e apagamento das mulheres negras na História e no tempo presente. Uma conversa com Yolanda Norton, reverenda e Professora Assistente do Antigo Testamento no Seminário Teológico de São Francisco, que criou o projeto "Beyoncé Mass", e Alexandra Santos, do INMUNE - Instituto da Mulher Negra em Portugal.

    +
  • ARCA Talk

    31 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    ARCA

    Arca é o pseudónimo da artista metamórfica venezuelana Alejandra Ghersi, cantora, DJ, performer e compositora de música experimental, visionária de um novo mundo onde a vulnerabilidade é fonte poderosa de energia explosiva. Em um acontecimento único, a BoCA organiza um encontro com Arca, que compartilhará o seu trabalho que desafia o pensamento e discutirá as interseções entre criação artística, música e performance.

    +
  • CONGO TRIBUNAL

    01 abril 2019 — 03 abril 2019
    Cinema Ideal, Lisboa

    MILO RAU

    A guerra no Congo causou mais de 6 milhões de mortes nos últimos 20 anos. No filme "Congo Tribunal", o artista suíço Milo Rua reúne vítimas, perpetradores, testemunhas e analistas do conflito para um inédito tribunal civil no leste do Congo. Milo Rau cria um retrato, sem filtros, de uma das maiores e mais sangrentas guerras económicas da história da humanidade.

    +
  • NARCISO

    02 abril 2019 — 30 abril 2019
    Complexo dos Coruchéus / Galerias Municipais EGEAC, Lisboa

    TANIA BRUGUERA

    Depois da sua primeira passagem por Portugal, na BoCA 2017, a artivista cubana Tania Bruguera apresenta o seu trabalho pela primeira vez em Lisboa, através de uma nova instalação para o espaço público. "Narciso" evoca, no seguimento da sua recente intervenção na Tate Modern, a crise da migração e dos refugiados mas, aqui, Tania Bruguera condensa esse movimento numa crise individual, centrada no corpo e na identidade de cada espetador.

    +
  • MANIFESTO

    02 abril 2019
    Cinema Ideal, Lisboa

    JULIAN ROSEFELDT

    Julian Rosefeldt é conhecido não só pelo seu trabalho em fotografia, mas também pelos seus filmes elaboradamente encenados. “Manifesto”, interpretado por Cate Blanchett, é constituída por 13 filmes que trazem palavras furiosas e surpreendentemente atuais para o écran. Manifestos de artistas, arquitetos, coreógrafos e cineastas, tais como de Filippo Tommaso Marinetti, Tristan Tzara, Kazimir Malevich ou Adrian Piper são incorporados em 13 monólogos por Blanchett.

    +
  • STIMMUNG

    04 abril 2019 — 05 abril 2019
    Lux/Frágil, Lisboa

    KARLHEINZ STOCKHAUSEN pelo CORO GULBENKIAN

    "Stimmung" é uma das mais notáveis obras de Karlheinz Stockhausen, aqui cantada pelo Coro Gulbenkian. Concebida para seis vozes solistas, a obra é agora deslocada, numa resposta ao seu radicalismo e ao seu sentido de religiosidade, para um dos templos da nossa contemporaneidade, uma discoteca (Lux).

    +
  • Rosa. Espinho. Dureza.

    04 abril 2019 — 06 abril 2019
    Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

    GABRIEL FERRANDINI

    A convite da BoCA, o baterista Gabriel Ferrandini concebe a sua primeira criação de palco, partilhando-o com o ator Frederico Barata. "Rosa. Espinho. Dureza." é constituído por três atos: trabalho, sexo, amor. Como um tríptico, em que os conceitos e materiais estão inter-ligados, cada ato terá uma ação e um objeto para representar o respetivo "problema", que serão repetidos exaustivamente, testando a persistência e concentração dos intérpretes e desafiando o público.

    +
  • CONGO TRIBUNAL

    04 abril 2019
    Gnration, Braga

    MILO RAU

    A guerra no Congo causou mais de 6 milhões de mortes nos últimos 20 anos. No filme "Congo Tribunal", o artista suíço Milo Rua reúne vítimas, perpetradores, testemunhas e analistas do conflito para um inédito tribunal civil no leste do Congo. Milo Rau cria um retrato, sem filtros, de uma das maiores e mais sangrentas guerras económicas da história da humanidade.

    +
  • THE THIRD PART OF THE THIRD MEASURE

    04 abril 2019
    Passos Manuel, Porto

    THE OTOLITH GROUP

    "The Third Part of the Third Measure" é uma nova composição audiovisual dos The Otolith Group. Cria um encontro com o minimalismo militante do compositor vanguardista, pianista e cantor afro-americano Julius Eastman. "The Third Part of the Third Measure" convida os espetadores a assistirem à estética em êxtase do radicalismo negro que o próprio Eastman uma vez descreveu como "cheio de honra, integridade e coragem ilimitada".

    +
  • CONGO TRIBUNAL

    05 abril 2019
    Passos Manuel, Porto

    MILO RAU

    A guerra no Congo causou mais de 6 milhões de mortes nos últimos 20 anos. No filme "Congo Tribunal", o artista suíço Milo Rua reúne vítimas, perpetradores, testemunhas e analistas do conflito para um inédito tribunal civil no leste do Congo. Milo Rau cria um retrato, sem filtros, de uma das maiores e mais sangrentas guerras económicas da história da humanidade.

    +
  • O BERÇO DE VÉNUS

    06 abril 2019 — 12 abril 2019
    Casa dos Crivos, Braga

    JOANA DA CONCEIÇÃO

    Na performance para a Casa dos Crivos, Joana da Conceição propõe acompanharmos a sucessão de quadros efémeros que ela vai criando a partir da manipulação de objetos, imagens e som. A artista vem colecionando impressões sensíveis do erotismo que se confundem com arquétipos de feminilidade, os quais escolheu problematizar em “O Berço de Vénus”.

    +
  • MANIFESTO

    06 abril 2019
    Passos Manuel, Porto

    JULIAN ROSEFELDT

    Julian Rosefeldt é conhecido não só pelo seu trabalho em fotografia, mas também pelos seus filmes elaboradamente encenados. “Manifesto”, interpretado por Cate Blanchett, é constituída por 13 filmes que trazem palavras furiosas e surpreendentemente atuais para o écran. Manifestos de artistas, arquitetos, coreógrafos e cineastas, tais como de Filippo Tommaso Marinetti, Tristan Tzara, Kazimir Malevich ou Adrian Piper são incorporados em 13 monólogos por Blanchett.

    +
  • Conferência-performance Sub21

    06 abril 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    Conferência-performance BoCA Sub21

    Através de encontros com artistas, acesso a ensaios e a ateliers de artistas, visitas a espaços culturais, organização de debates e de festas, a BoCA Sub21 permite dotar este grupo de jovens com ferramentas para desenvolverem as suas próprias visões criativas da bienal. No dia 6 de Abril, às 15h, apresentam uma primeira conferência-performance. O que terão para nos dizer?

    +
  • Punto de Fuga

    07 abril 2019
    MAAT, Lisboa

    CIUDAD ABIERTA

    Ciudad Abierta é um dos projetos artísticos mais radicais. “Punto de Fuga” é uma ação interdisciplinar, que consiste na realização de três performances em espaços abertos: na comunidade artística chilena Cidade Aberta (Valparaiso), no Estreito de Magalhães e no MAAT (Lisboa). O projeto reequaciona questões sobre corpo-território, arquitetura, espaço público, história ou habitação. Culmina no transladar a dimensão americana para o MAAT, num série de performances.

    +
  • SCOTOMA CINTILANTE

    09 abril 2019
    Auditório Ilídio Pinho - Edifício das Artes / Universidade Católica, Porto

    JONATHAN ULIEL SALDANHA

    Jonathan Saldanha desenvolve um projeto de investigação que surge a convite da Escola das Artes – UCP para o desenvolvimento de uma peça vocal que reflete os arquétipos da paixão de Cristo. "Scotoma Cintilante" parte de uma mundivisão onde a relação tátil com a matéria inanimada é a fonte primordial da construção do som.
    Integrando uma escultura e um coro de cegos, este concerto-performance inscreve-se entre matéria e anima, pré-linguagem e superfície.

    +
  • COMER O CORAÇÃO EM CENA

    09 abril 2019
    Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

    RUI CHAFES & VERA MANTERO

    "Comer o Coração" de Rui Chafes e Vera Mantero é uma obra de 2004, que representou Portugal na Bienal de São Paulo.
    Agora, a convite da BoCA, "Comer o Coração" toma uma nova perspetiva e um novo nome, "Comer o Coração em cena", ao fazer migrar para o palco do Teatro Nacional D. Maria II a magnitude de uma obra que teve no museu a sua origem e que já viajou pelo enquadramento expositivo e natural (entre as árvores).

    +
  • CATTIVO – Instalação para Estantes de Partitura e Outros Materiais

    10 abril 2019 — 18 abril 2019
    Mosteiro de São Bento da Vitória, Porto

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    A bailarina e coreógrafa Marlene Monteiro Freitas transgride a sua prática e cria “Cattivo”, a sua primeira instalação.
    As estantes são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas, a capacidade para encarnarem estados emocionais e tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos, constituindo-se como equipa numa comunidade sinfónica, com diferentes instrumentos, ritmos, linhas melódicas...

    +
  • Silent Disco

    11 abril 2019 — 12 abril 2019
    Rive Rouge, Lisboa

    ALFREDO MARTINS

    "Silent Disco” é um espetáculo imersivo que acontece em discotecas, explorando o potencial da tecnologia das festas ‘silent disco’. O público forma uma comunidade temporária, guiada através de auscultadores pelo espaço vazio da discoteca, reformulando e problematizando a experiência hoje vulgarizada das festas em discotecas onde as pessoas se reúnem para dançar, cada um ouvindo a sua própria música, isolados dos outros pelo som que escuta nos auscultadores.

    +
  • WORKSHOP COM OLA MACIEJEWSKA

    11 abril 2019
    mala voadora, Porto

    WORKSHOP COM OLA MACIEJEWSKA

    A propósito da apresentação do espetáculo "Bombyx Mory", no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, a coreógrafa e bailarina polaca Ola Maciejewska dirige um workshop de curta duração no Porto, no espaço mala voadora.

    +
  • Total Eclipse

    12 abril 2019 — 30 junho 2019
    Gnration, Braga

    DIANA POLICARPO

    "Total Eclipse" é uma instalação sonora inspirada em 'Status Quo' (1938), uma performance de Música das Esferas, para a ópera política não realizada pela compositora alemã-americana Johanna M. Beyer. Diana Policarpo continua a sua pesquisa em torno da obra de Johanna M. Beyer, e cria uma instalação sonora, gravando instrumentistas e uma cantora lírica.

    +
  • BEFORE I KNEW IT

    12 abril 2019
    Lux/Frágil, Lisboa

    CANCELADO

    WOLFGANG TILLMANS
    Wolfgang Tillmans é um dos artistas mais influentes do nosso tempo. No universo de Tillmans há música, dança, pupilas dilatadas, sexo livre, afirmações políticas e também imagens abstractas. BoCA, apresenta o lado mais obscuro da sua arte: Tillmans também faz música electrónica. É esse perfil mais oculto do artista que vem partilhar num acontecimento inédito.

    +
  • SÉANCE – Braga

    12 abril 2019 — 13 abril 2019
    Gnration, Braga

    MARIANA TENGNER BARROS

    "Séance" é uma performance intimista, para 3 a 10 espetadores de cada vez, em sessões únicas e contínuas com duração de 30 minutos. Mariana Tengner Barros mergulha esteticamente na era Victoriana, buscando referências no movimento Espírita, que surgiu no séc. XIX, simultaneamente com o movimento feminista e como reação à revolução industriall. O corpo surge assim como veículo para aceder às “mensagens”, ao discurso histérico.

    +
  • State Of

    13 abril 2019 — 14 abril 2019
    MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa

    GERARD & KELLY

    "State of" utiliza a coreografia, o pole dance, citações e transformações da bandeira dos EUA e do hino nacional para tratar da identidade nacional. Gerard & Kelly continuam a sua colaboração com Forty Smooth, uma das figuras mais inovadoras do "subway pole dance", um género de performance desenvolvida nas carruagens de metro de Nova Iorque, e é acompanhada pelo dançarino e vocalista Quenton Stuckey.

    +
  • BOMBYX MORI

    13 abril 2019 — 14 abril 2019
    Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

    OLA MACIEJEWSKA

    Ola Maciejewska inspira-se na "Dança Serpentina" de Loïe Fuller. Explora a relação nas artes entre seres humanos e matéria física, criando movimento em grandes pedaços de tecido preto. Aqui, o corpo natural e o processo artificial estão inextricavelmente ligados: uma metáfora pungente para uma interpretação escultural, explorando a relação entre o corpo e o artefato, de forma alucinada e em constante vertigem, onde é revelada a natureza híbrida das coisas.

    +
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO

    13 abril 2019
    Theatro Circo, Braga

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    “Laboratório de Formas de Sentir Acima da Média” - é esta é a proposta de Gonçalo M. Tavares & Os Espacialistas para a BoCA 2019. São três performances inéditas apresentadas em salas de teatro a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    +
  • duploc barulin

    13 abril 2019
    Pequeno auditório do Theatro Circo, Braga

    TÂNIA CARVALHO

    Depois de em 2017 ter apresentado uma exposição de desenhos na BoCA, "Toledo", desta vez conhecemos uma outra expressão artística, a Tânia em concerto. É aí que está a explorar as possibilidades criativas do instrumento, num concerto onde pela primeira vez também está a compor música para um outro performer, André Santos, que se junta a ela ao piano. As letras são da própria ou textos de Fernando Pessoa.

    +
  • HELLO MY NAME IS

    13 abril 2019 — 14 abril 2019
    Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

    PAULO CASTRO

    "Hello My Name Is” é um espetáculo para um homem só. Neste “one man show”, o ator Rashidi Edward faz uma apresentação poderosa de um homem que se coloca em múltiplos papéis – ele é a pessoa que faz luto por alguém que foi assassinado para logo a seguir ser o militar que dispara a matar –, usando a linguagem poética de Edward Bond para chamar a atenção para o lugar que cada um ocupa nas dinâmicas de jogos de poder tirânicos.

    +
  • GERARD & KELLY

    14 abril 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    ENCONTRO COM GERARD & KELLY

    Influenciados pela dança minimalista, a crítica institucional e a teoria queer, Brennan Gerard e Ryan Kelly desenvolvem um trabalho na fronteira da dança e da arte contemporânea que integra a escrita, o vídeo ou a escultura.

    +
  • SÉANCE – Porto

    16 abril 2019 — 18 abril 2019
    Casa-Museu Fernando Castro, Porto

    MARIANA TENGNER BARROS

    "Séance" é uma performance intimista, para 3 a 10 espetadores de cada vez, em sessões únicas e contínuas com duração de 30 minutos. Mariana Tengner Barros mergulha esteticamente na era Victoriana, buscando referências no movimento Espírita, que surgiu no séc. XIX, simultaneamente com o movimento feminista e como reação à revolução industriall. O corpo surge assim como veículo para aceder às “mensagens”, ao discurso histérico.

    +
  • A Viagem Invertida

    17 abril 2019 — 18 abril 2019
    Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

    PEDRO BARATEIRO

    O projeto de Pedro Barateiro, "A Viagem Invertida", é uma performance e instalação comissionada pela BoCA e que coloca Pedro Barateiro a trabalhar no palco na Sala Garrett do TNDMII, tendo como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação Pedro Barateiro, Lula Pena, Luís Guerra, e música de Raw Forest.

    +
  • HELLO MY NAME IS

    17 abril 2019 — 18 abril 2019
    Teatro Carlos Alberto, Porto

    PAULO CASTRO

    "Hello My Name Is” é um espetáculo para um homem só. Neste “one man show”, o ator Rashidi Edward faz uma apresentação poderosa de um homem que se coloca em múltiplos papéis – ele é a pessoa que faz luto por alguém que foi assassinado para logo a seguir ser o militar que dispara a matar –, usando a linguagem poética de Edward Bond para chamar a atenção para o lugar que cada um ocupa nas dinâmicas de jogos de poder tirânicos.

    +
  • Workshop com Paulo Castro

    18 abril 2019
    Teatro Carlos Alberto / Teatro Nacional São João, Porto

    WORKSHOP COM PAULO CASTRO

    No workshop desenvolverá um trabalho de "self devise" assente no teatro político e em como este se pode explorar no contexto de uma performance. Paulo Castro propõe explorar com os participantes qualidades políticas e artísticas no mundo de arte contemporânea.

    +
  • COIN OPERATED

    19 abril 2019 — 20 abril 2019
    Museu Nacional dos Coches, Lisboa

    JONAS & LANDER

    "Coin Operated" surge de um convite da BoCA a Jonas & Lander, para criarem uma peça para um museu. Ao utilizarem cavalos a motor, ativados pela inserção de moedas, o público passa a ter um papel ativo na ação artística, potencializando diversas cenas a cada apresentação. As ações e informações da performance traduzem a simbologia do visível: um homem montado a cavalo e tudo o que esse momento de domesticação envolve e envolveu durante o período de forja das civilizações.

    +
  • Ecotemporâneos: Mamadou Ba

    20 abril 2019
    Estufa Fria, Lisboa

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é uma comunidade de leitura em espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, é constituída por um grupo diverso: normovisuais, deficientes visuais e deficientes auditivos.

    Convidados: MAMADOU BA (Dirigente do SOS Racismo)

    +
  • SÉANCE – Lisboa

    24 abril 2019 — 27 abril 2019
    ZDB, Lisboa

    MARIANA TENGNER BARROS

    "Séance" é uma performance intimista, para 3 a 10 espetadores de cada vez, em sessões únicas e contínuas com duração de 30 minutos. Mariana Tengner Barros mergulha esteticamente na era Victoriana, buscando referências no movimento Espírita, que surgiu no séc. XIX, simultaneamente com o movimento feminista e como reação à revolução industriall. O corpo surge assim como veículo para aceder às “mensagens”, ao discurso histérico.

    +
  • SENTE-ME, OUVE-ME, VÊ-ME

    26 abril 2019
    Museu Dom Diogo de Sousa, Braga

    Projeto de formação e criação musical a partir da obra de HELENA ALMEIDA

    O projeto homenageia, através da música contemporânea, uma das maiores artistas do século XX e XXI, Helena Almeida (1934-2018). Reunindo alunos da Escola Superior de Música de Lisboa, da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (Porto) e da Universidade do Minho (Braga), jovens compositores criam novas obras a partir da série homónima de H. Almeida. O resultado: um concerto que junta alunos das três universidades.

    +
  • LO FRÍO Y LO CRUEL

    26 abril 2019 — 27 abril 2019
    Mosteiro de Tibães, Braga

    ANGÉLICA LIDDELL

    Em estreia mundial, para a sua nova criação, Angélica Liddell parte da narrativa de Sacher-Masoch e da de Marquês de Sade, e do texto "O Frio e o Cruel" (1967) de Gilles Deleuze. Liddell foca-se na parte literária e artística das perversões, afastadas de qualquer explicação clínica, onde é destacada a expressão poética que vai além de qualquer fronteira ou disciplina artística, para apresentar as relações entre pai e filha.

    +
  • VOLUTA

    26 abril 2019 — 30 abril 2019
    Mosteiro de Tibães, Braga

    JOÃO PAIS FILIPE

    Para a transparente Casa do Volfrâmio, no Mosteiro de Tibães (Braga), João Pais Filipe projecta a sua primeira instalação. Uma instalação circular de gongos, que se suspendem como objetos escultóricos, que podem ser ativados sonoramente pelos visitantes e que conhecerá dois momentos de concerto-performance ao vivo de interação física entre o músico e os seus instrumentos-esculturas.

    +
  • PIANO INTERPRETATIONS

    27 abril 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    KUKURUZ QUARTET tocam JULIUS EASTMAN e MARCEL ZAES

    O quarteto de pianistas Kukuruz Quartet traz pela primeira vez a Portugal a música do compositor minimalista Julius Eastman (1940-1990). Afro-americano e gay, a obra de Eastman, com composições como "Nigger Fagot", "Crazy Nigger" ou "Gay Guerilla", são um confronto público e social agressivo, contrapondo com as obras meditativas. Conheceremos também "Quartet No.10" do compositor suíço Marcel Zaes.

    +
  • SENTE-ME, OUVE-ME, VÊ-ME

    28 abril 2019
    Casa das Artes, Porto

    Projeto de formação e criação musical a partir da obra de HELENA ALMEIDA

    O projeto homenageia, através da música contemporânea, uma das maiores artistas do século XX e XXI, Helena Almeida (1934-2018). Reunindo alunos da Escola Superior de Música de Lisboa, da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (Porto) e da Universidade do Minho (Braga), jovens compositores criam novas obras a partir da série homónima de H. Almeida. O resultado: um concerto que junta alunos das três universidades.

    +
  • SENTE-ME, OUVE-ME, VÊ-ME

    29 abril 2019
    Teatro Nacional São Carlos, Lisboa

    Projeto de formação e criação musical a partir da obra de HELENA ALMEIDA

    O projeto homenageia, através da música contemporânea, uma das maiores artistas do século XX e XXI, Helena Almeida (1934-2018). Reunindo alunos da Escola Superior de Música de Lisboa, da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (Porto) e da Universidade do Minho (Braga), jovens compositores criam novas obras a partir da série homónima de H. Almeida. O resultado: um concerto que junta alunos das três universidades.

    +
  • Pajubá

    30 abril 2019
    Lux/Frágil, Lisboa

    LINN DA QUEBRADA

    Linn da Quebrada é uma cantora transexual, compositora e artista multimédia. O seu álbum, "Pajubá", significa um dialeto falado pela comunidade gay e simpatizantes, no Rio de Janeiro, como forma de sobrevivência contra a violência da rua. Com um poder lírico incisivo e frequentemente humorístico, ela aborda questões como a violência, a pobreza, a política do corpo, o sexo, o desejo e as lutas diárias das mulheres trans brasileiras.

    +
  • SCOTOMA CINTILANTE

    30 abril 2019
    Teatro Nacional São Carlos, Lisboa

    JONATHAN ULIEL SALDANHA

    Jonathan Saldanha desenvolve um projeto de investigação que surge a convite da Escola das Artes – UCP para o desenvolvimento de uma peça vocal que reflete os arquétipos da paixão de Cristo. "Scotoma Cintilante" parte de uma mundivisão onde a relação tátil com a matéria inanimada é a fonte primordial da construção do som.
    Integrando uma escultura e um coro de cegos, este concerto-performance inscreve-se entre matéria e anima, pré-linguagem e superfície.

    +
  • IF YOU WANT TO CONTINUE

    08 agosto 2019 — 10 agosto 2019
    Kampnagel Internationale Kulturfabrik, Hamburgo

    VASYA RUN

    Vasya Run é um coletivo russo anónimo, constituído por rapazes entre os 16 e 27 anos, da periferia de Moscovo, que mistura arte contemporânea, teatro, subculturas de rua e rituais de emancipação espiritual. "If you want to continue", a sua nova performance, é comissionada pela BoCA e tem como conceito principal a figura do herói. Depois da estreia mundial na BoCA 2019, a performance é agora apresentada no festival Kampnagel, em Hamburgo (Alemanha).

    +
  • Workshop com João Salaviza

    31 agosto 2019 — 01 setembro 2019
    Museu Nacional de Arte Contemporânea (MNAC), Lisboa

    BoCA SUMMER SCHOOL

    O realizador João Salaviza confronta os seus últimos três filmes ("Russa", "Altas Cidades de Ossadas", "Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos"), onde ensaia novos modos de pensar, produzir, e viver o Cinema. Os participantes são convocados a trazer também os esboços, ideias e mapas para futuros filmes.

    +
  • Ecotemporâneos / Dulce Maria Cardoso

    01 setembro 2019
    Jardim do Campo Santana / Campo Mártires da Pátria

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é uma comunidade de leitura em espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, é constituída por um grupo diverso: normovisuais, deficientes visuais e deficientes auditivos. Durante o mês de Setembro, haverá duas novas sessões, no Campo de Santana / Campo Mártires da Pátria.

    Convidados:
    DULCE MARIA CARDOSO (1 SET)
    JOÃO PEDRO VALE & NUNO ALEXANDRE FERREIRA (28 SET)

    +
  • Claudia Castellucci, “Il trattamento delle onde”

    06 setembro 2019 — 06 setembro 2019
    Museu da Marioneta

    BoCA SUMMER SCHOOL / Performance

    Pela primeira vez em Portugal, CLAUDIA CASTELLUCCI desenvolveu um workshop que resulta agora em três apresentações públicas da performance de dança. "Il tratamento dele onde" pode ser vista no claustro do Convento das Bernardas / Museu da Marioneta.
    Durante o workshop, desenvolveu-se uma dança criada com o som dos sinos e executada com um pau. Esta é uma oportunidade inédita para descobrir o trabalho de CLAUDIA CASTELLUCCI em Portugal.

    +
  • Workshop com Basim Magdy

    12 setembro 2019
    MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa

    BoCA SUMMER SCHOOL

    This workshop will explore the multidisciplinary methods used by the Egyptian artist Basim Magdy to experiment with poetic narratives, with unconventional photographic processes, with the construction of analog images and with the overlapping of colors using filters and masks inside and outside the camera.

    +
  • Workshop com Mathilde Monnier

    18 setembro 2019 — 20 setembro 2019
    Estúdios Victor Córdon

    BoCA SUMMER SCHOOL 2019

    É a primeira vez que a coreógrafa francesa Mathilde Monnier dirige um workshop em Portugal. Atravessarão diferentes processos de escrita relacionados com esse repertório, que são também uma oportunidade para pensar a noção de reinterpretação. Este workshop também será uma oportunidade para questionar a necessidade de passar por repertórios contemporâneos para entender melhor o que é representado no tempo e a forma como uma escrita pode atravessar (ou não) uma época.

    +
  • Workshop com Florentina Holzinger

    21 setembro 2019 — 22 setembro 2019
    MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa

    BoCA SUMMER SCHOOL

    Neste workshop, a coreógrafa e performer Florentina Holzinger quer recrutar guerreiros, assumindo que isso resultará numa arte melhor.
    Usarão a preparação de um lutador para a preparação do trabalho artístico. A partir de um estado de desafio físico, inspirando-se nas artes marciais e no treino de boxe. Trabalharão sobre a condição física, com luvas, com parceiros e preparar-se-ão para alguma disputa, o "pas de deux" do ringue. Ninguém vai ficar indiferente.

    +
  • Ecotemporâneos / João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira

    28 setembro 2019
    Jardim do Campo Santana / Campo Mártires da Pátria

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é uma comunidade de leitura em espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, é constituída por um grupo diverso: normovisuais, deficientes visuais e deficientes auditivos. Durante o mês de Setembro, haverá duas novas sessões, no Campo de Santana / Campo Mártires da Pátria.

    Convidados:
    DULCE MARIA CARDOSO (1 SET)
    JOÃO PEDRO VALE & NUNO ALEXANDRE FERREIRA (28 SET)

    +
  • A Viagem Invertida / Barcelona

    25 outubro 2019
    Caixa Forum / Barcelona

    PEDRO BARATEIRO

    Depois da estreia mundial na BoCA 2019, a performance "A Viagem Invertida" é apresentada no contexto da exposição "En Caída Libre", com curadoria de João Laia, em Barcelona. Tem como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação de Pedro Barateiro e de Lula Pena, e música de Raw Forest.

    +
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO / Buenos Aires

    04 dezembro 2019
    Centro Cultural San Martín, Buenos Aires

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    Concebido para a bienal BoCA 2019, Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas criaram três performances-conferências inéditas, apresentadas em salas de teatro, a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    +
  • COMO FAZER UMA MÁSCARA / Buenos Aires

    04 dezembro 2019
    Centro Cultural San Martín, Buenos Aires

    PEDRO BARATEIRO

    A performance "Como Fazer uma Máscara" de Pedro Barateiro é um monólogo, acompanhado por um conjunto de imagens projectadas, em que o artista tenta pensar a questão da máscara, através de dispositivos de linguagem e imagem e exemplos que vão da história do teatro ocidental a testes de personalidade.

    +
  • Hard to be a god / Bangkok

    06 dezembro 2019 — 07 dezembro 2019
    Neilson Hays Library / Bangkok

    JOHN ROMÃO & ROMEU RUNA

    Depois da sua estreia mundial no contexto da BoCA 2017, em Lisboa, a performance “Hard to be a god” continua a sua circulação internacional e viaja agora até Bangkok. Os espectadores observam a performance através de uma janela de vidro que separa a ação de seu próprio corpo (protegido), como se fosse uma tela, enquadrando a ação exterior. Uma luta entre a natureza - em todo o seu esplendor - e a tecnologia.

    +
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO / Santiago do Chile

    07 dezembro 2019
    Matucana 100, Santiago do Chile

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    Concebido para a bienal BoCA 2019, Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas criaram três performances-conferências inéditas, apresentadas em salas de teatro, a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    +
  • A Viagem Invertida / Santiago do Chile

    07 dezembro 2019
    Matucana 100, Santiago do Chile

    PEDRO BARATEIRO

    Depois da sua estreia mundial na BoCA 2019, a performance "A Viagem Invertida" continua em digressão internacional. "A Viagem Invertida" tem como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação de Pedro Barateiro e música de Raw Forest.

    +
  • Cattivo

    18 fevereiro 2020 — 23 fevereiro 2020
    São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    Na edição BoCA 2019, a bailarina e coreógrafa Marlene Monteiro Freitas transgrediu a sua prática e criou “Cattivo”, a sua primeira (mega) instalação composta por centenas de estantes de partitura, que são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas. Assistimos à capacidade de encarnarem estados emocionais e de tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos. Agora é a oportunidade única de descobrir a adaptação desta criação em Lisboa.

    +
  • 1+1=1

    03 março 2020 — 31 março 2020
    CEA - Centro de Experimentação Artística, Moita

    HORÁCIO FRUTUOSO
    CICLO "A BoCA NA MOITA"

    O artista plástico Horácio Frutuoso, Artista Residente da BoCA no biénio 2019-2020, constrói com a comunidade local um objeto artístico que irá permanecer inscrito na arquitetura do edifício do Centro de Experimentação Artística do Vale da Amoreira, na Moita.

    +
  • O que é isso das artes contemporâneas?

    05 março 2020
    CEA - Centro de Experimentação Artística, Moita

    JOHN ROMÃO, CAROLINA TRIGUEIROS e HORÁCIO FRUTUOSO
    CICLO "A BoCA NA MOITA"

    Com a participação de John Romão (director artístico da BoCA), Carolina Trigueiros (assessora de programação da BoCA) e Horácio Frutuoso (Artista Residente da BoCA no biénio 2019-2020), este encontro com alunos de várias escolas secundárias locais visa introduzir o pensamento sobre as práticas artísticas contemporâneas desenvolvidas no seio da BoCA.

    +
  • POLVO INTEIRO

    07 março 2020
    CEA - Centro de Experimentação Artística, Moita

    JONAS & LANDER
    CICLO "A BoCA NA MOITA"

    Em "Polvo Inteiro", os coreógrafos e bailarinos JONAS & LANDER propõem um conjunto de práticas que estudam e desenvolvem o potencial do performer / bailarino por inteiro, onde voz, respiração, e expressão facial são integradas na dança. O workshop integra-se no ciclo A BoCA NA MOITA, que decorre no Centro de Experimentação Artística do Vale da Amoreira, na Moita.

    +
  • Ecotemporâneos

    11 abril 2020
    Jardim da Estrela, Lisboa

    CANCELADO

    ECOTEMPORÂNEOS
    Ecotemporâneos é uma comunidade de leitura em espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, é constituída por um grupo aberto à diversidade, incluindo deficientes visuais e deficientes auditivos. Ao longo de 2020, o Ecotemporâneos é apresentado em parceria com a EGEAC Espaço Público. As sessões de 11 e 26 de Abril decorrem no Jardim da Estrela, em Lisboa.

    +
  • CONVERSAS ONLINE: BILL T. JONES

    22 abril 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    22 ABR: Bill T. Jones, 20h

    +
  • PRESS PLAY: OTOBONG NKANGA / Parceria Tate Modern

    23 abril 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    23 ABR: Otobong Nkanga, 22h
    "Diaptasia" (2015)
    Curadoria: Catherine Wood (Tate Modern)

    +
  • CONVERSAS ONLINE: GONÇALO M. TAVARES

    24 abril 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Belanciano e da equipa Gerador. As conversas são em direto no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    24 ABR: Gonçalo M. Tavares, 20h, em direto em www.youtube.com/bocabienal

    +
  • LIVE STREAMING DE PERFORMANCES: ODETE

    25 abril 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    25 ABR: Odete, 19h, em direto em www.youtube.com/bocabienal
    “Excuse me, miss, their history was always a matter of technique”

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: MARIANA MONTEIRO

    26 abril 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Em formato online, cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Cria-se assim um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Uma conversa live instagram na qual a comunidade online é chamada a participar. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    26 ABR: Mariana Monteiro, 16h, em direto no Instagram BoCA Bienal
    Livro escolhido: “Mulheres” de Eduardo Galeano

    +
  • HOMEWORK: MEG STUART

    27 abril 2020 — 03 maio 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. A cada segunda-feira, são partilhadas partituras inéditas que desafiam o público a levar a cabo, ou não, um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    27 ABR: Meg Stuart, Solo Scores for Now (2020)

    +
  • CONVERSAS ONLINE: JOSÉ BRAGANÇA DE MIRANDA

    29 abril 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    29 ABR: José Bragança de Miranda, 20h

    +
  • PRESS PLAY: TANIA BRUGUERA

    30 abril 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e/ou a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    30 ABR: Tania Bruguera, 22h
    "Endgame" de Samuel Beckett (2017) / Arquivo BoCA

    +
  • CONVERSAS ONLINE: ANA GOMES

    01 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    1 MAI: Ana Gomes, 20h

    +
  • LIVE STREAMING DE PERFORMANCES: TÂNIA CARVALHO

    02 maio 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    2 MAI: Tânia Carvalho, 22h, em direto em YouTube.com/BocaBienal
    "Como se uma camada de escamas bem fechada”

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: SARA BARROS LEITÃO

    03 maio 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Em formato online, cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Cria-se assim um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Uma conversa live instagram na qual a comunidade online é chamada a participar. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    3 MAI, 16h, em direto no Instagram BoCA Bienal
    Livro escolhido: "Novas Cartas Portuguesas"

    +
  • HOMEWORK: Alexandra Pirici

    04 maio 2020 — 10 maio 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    "Social Media for Kitchen or Bathroom" (2020)
    "Living Room Mutualism" (2020)

    +
  • Conversas Online: Maria Mota

    06 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    6 MAI, 19h, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Press Play: Silvestre Pestana

    07 maio 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e/ou a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    7 MAI, 22h, streaming www.youtube.com/bocabienal
    "UNI VER SÓ", 1985 / Coleção Fundação de Serralves

    +
  • Conversas Online: Os Espacialistas

    08 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    8 MAI, 20h, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • BoCA ONLINE: SUB21

    09 maio 2020 — 13 junho 2020

    BoCA SUB21

    Reativação da plataforma artística dedicada aos mais jovens. Nesta nova abordagem online, chamam-se jovens de todo o país, com idades entre os 16 e os 21 anos, para criar e pensar a partir da programação BoCA Online. Com a direção de Sara Franqueiro.

    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    +
  • Live Streaming de Performance: Pedro Barateiro

    09 maio 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    9 MAI: Pedro Barateiro, 22h, em direto www.youtube.com/bocabienal
    "Monólogo de Abertura"

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Albano Jerónimo

    10 maio 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    10 MAI, 16h, direto do Instagram @bocabienal
    Localidade da fotografia: Douro
    Livro: "Silêncio na era do ruído" de Erling Kagge, editora Quetzal

    +
  • HOMEWORK: Dora García

    11 maio 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    "I Remember / I Imagine" (2020), Dora García

    +
  • Conversas Online: João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira

    13 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    13 MAI, 19h: João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • PRESS PLAY: PABLO BRONSTEIN / Parceria Tate Modern

    14 maio 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    14 MAI: Pablo Bronstein, 22h
    “Constantinople Kaleidoscope” (2012)
    Curadoria: Catherine Wood (Tate Modern)

    +
  • Conversas Online: Ailton Krenak

    15 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    15 MAI, 19h: Ailton Krenak, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Live Streaming de Performance: Mariana Tengner Barros

    16 maio 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    16 MAI: Mariana Tengner Barros, 22h, em direto www.youtube.com/bocabienal
    “Com Fino, performance para a casa de banho na era do vírus”, 2020

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Constança Entrudo

    17 maio 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    17 MAI, 16h, direto do Instagram @bocabienal
    Localidade da fotografia: Madeira
    Livro: "Visão Invisível" de Jean Cocteau, editora Sistema Solar

    +
  • HOMEWORK: Marinella Senatore

    18 maio 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    "The School of Narrative Dance : Protest Forms" (2020), Marinella Senatore

    +
  • Conversas Online: André Lepecki

    20 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    20 MAI, 19h: André Lepecki, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Press Play: Gerard & Kelly, “Schindler/Glass”

    21 maio 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    21 MAI: Gerard & Kelly, 22h
    "Schindler/Glass" (2017)
    Curadoria: BoCA

    +
  • Conversas Online: Linn da Quebrada

    22 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feira até, pelo menos, 30 de Junho.

    22 MAI, 22h: Linn da Quebrada, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Live Streaming de Performance: Paulo Furtado

    23 maio 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    23 MAI, 22h: "Sonhos Modulares", Paulo Furtado / The Legendary Tigerman
    em direto www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Ecotemporâneos: Anabela Mota Ribeiro

    24 maio 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    24 MAI, 16h, direto do Instagram @bocabienal
    Localidade da fotografia: Itália
    Livro: "Viagem a Itália" de J. W. Goethe

    +
  • HOMEWORK: Cao Fei

    25 maio 2020 — 31 maio 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    "The Balcony" (2020), Cao Fei

    +
  • Conversas Online: Lia Rodrigues

    27 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Belanciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    27 MAI, 19h: Lia Rodrigues, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Press Play: Silvestre Pestana

    28 maio 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e/ou a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    28 MAI, 22h, streaming www.youtube.com/bocabienal
    "Biovirtual", 1984 / Parceria Coleção Fundação de Serralves
    “Zangões”, 2016 / Parceria Coleção Fundação de Serralves

    +
  • Conversas Online: Gabriel Abrantes

    29 maio 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Belanciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    29 MAI, 19h: Gabriel Abrantes, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Live Streaming Performances: François Chaignaud

    30 maio 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa. Todos os sábados até 30 de Junho.

    30 MAI, 20h: François Chaignaud
    Performance: YAWNING

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Joana de Verona

    31 maio 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    31 MAI, 16h, direto do Instagram @bocabienal
    Localidade da fotografia: Aldeia indígena Txag'rú Mirawê, Bahia (BR, 2018)
    Livro: "Ideias para adiar o fim do mundo" de Ailton Krenak

    +
  • HOMEWORK: Clara Andermatt

    01 junho 2020 — 07 junho 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    +
  • Conversas Online: Catarina Vaz Pinto

    03 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    3 JUN, 19h: Catarina Vaz Pinto, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Conversas Online: Salomé Lamas

    05 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.

    +
  • Live Streaming de Performance: Luísa Saraiva & Carlos Azeredo Mesquita

    06 junho 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    6 JUN, 20h: "Apatia Hiperactiva", Luísa Saraiva & Carlos Azeredo Mesquita
    em direto www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Ecotemporâneos: Julião Sarmento

    07 junho 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    7 JUN, 16h, direto do Instagram @bocabienal
    Livro escolhido: “Numa casca de noz” de Ian McEwan, editora Gradiva

    +
  • HOMEWORK: Noé Soulier

    08 junho 2020 — 14 junho 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    +
  • Conversas Online: Gerard & Kelly

    10 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    10 JUN, 19h: Gerard & Kelly, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • PRESS PLAY: TÂNIA CARVALHO

    11 junho 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    11 JUN, 22h: Tânia Carvalho
    "Um Saco e Uma Pedra - peça de dança para ecrã" (2018)

    +
  • Conversas Online: Miguel Duarte

    12 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Belanciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    12 JUN, 19h: Miguel Duarte, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Live Streaming de Performance: Mette Ingvartsen

    13 junho 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    13 JUN: Mette Ingvartsen, 20h, em direto www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Ecotemporâneos: Teresa Villaverde

    14 junho 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    14 JUN, 16h, direto do youtube.com/bocabienal
    Localidade da fotografia: Casa, 2020
    Livro: "80 Poemas" de Emily Dickinson, tradução de Jorge de Sena

    +
  • HOMEWORK: Gonçalo M. Tavares

    15 junho 2020 — 21 junho 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    +
  • Conversas Online: Miguel Moreira

    17 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    17 JUN, 19h: Miguel Moreira, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • PRESS PLAY: JOHN ROMÃO

    18 junho 2020

    PRESS PLAY

    Exibição de vídeos de performances e filmes de artistas que questionam a relação do corpo performativo, com a arquitetura e a câmara. Conta com a cooperação BoCA x Tate Modern, BoCA x Coleção Fundação de Serralves e o arquivo BoCA. Todas as quintas-feiras até, pelo menos, 30 de Junho.

    18 JUN, 22h: John Romão
    "Hard to be a god"

    +
  • Conversas Online: Grada Kilomba

    19 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    19 JUN, 19h: Grada Kilomba, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Live Streaming de Performance: Florentina Holzinger

    20 junho 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    20 JUN: Florentina Holzinger, 20h, em direto no Zoom
    Link: https://us02web.zoom.us/j/83277222654
    ID da reunião: 832 7722 2654

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Capicua

    21 junho 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    21 JUN, 16h, em direto do Instagram @bocabienal
    Fotografia: Marco de Canaveses, 2017
    Livro escolhido: "O velho que lia romances de amor" de Luís Sepúlveda

    +
  • HOMEWORK: Lia Rodrigues

    22 junho 2020 — 28 junho 2020

    HOMEWORK

    Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. São partilhadas partituras inéditas que desafiam o público para um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação. Todas as segundas até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    +
  • Conversas Online: Gil Penha Lopes

    24 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    24 JUN, 19h: Gil Penha Lopes, www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Conversas Online: Vhils

    26 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal.
    Todas as quartas e sextas-feiras.

    26 JUN, 19h: Vhils (Alexandre Farto), www.youtube.com/bocabienal

    +
  • Live Streaming de Performance: BoCA sub21

    27 junho 2020 — 27 junho 2020

    LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

    Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa.
    Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho

    20 JUN: BoCA Sub21
    20h + 21h, em direto www.youtube.com/bocabienal

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Tiago Rodrigues

    28 junho 2020

    ECOTEMPORÂNEOS

    Cada convidado partilha uma fotografia sua numa paisagem natural, relacionando-a com um livro que tenha em casa. Estabelece-se um diálogo entre o interior e o exterior, entre o corpo, a natureza e a imaginação. Todos os domingos até, pelo menos, 30 de Junho 2020.

    28 JUN, 16h, em direto do Instagram @bocabienal
    Fotografia: Mata Nacional do Buçaco, Fevereiro 2020
    Livro escolhido: "O Ginjal" de Anton Tchékhov

    +
  • Conversas Online: Graça Fonseca

    29 junho 2020

    CONVERSAS ONLINE

    Conversas com diferentes convidados sobre Corpo, Ciência, Pensamento, Comunidade, Sustentabilidade, Imaginação, em relação com Covid-19, com moderação de Cláudia Galhós, Vítor Balenciano e da equipa Gerador. As conversas são Live no canal YouTube da BoCA Bienal. Todas as quartas e sextas-feiras.

    29 JUN, 19h: Graça Fonseca, Ministra da Cultura
    www.youtube.com/bocabienal

    +
  • BoCA no Jardim da Estrela

    30 junho 2020
    Jardim da Estrela, Lisboa

    Para marcar o final do ciclo de programação BoCA Online, queremos convidar todo o público, artistas e equipa que nos acompanhou durante estes dois meses e meio a um encontro presencial no Jardim da Estrela, Lisboa. 
    Num ambiente descontraído, pretendemos partilhar reflexões e experiências em torno deste ciclo. O encontro cumprirá as devidas distâncias de segurança.

    30 JUN, 18h: BoCA no Jardim da Estrela

    +
  • Workshop com Cecilia Bengolea

    15 julho 2020 — 17 julho 2020
    Casa da Dança de Almada (Cacilhas)

    BoCA SUMMER SCHOOL 2020
    Dança

    É a primeira vez que a coreógrafa e bailarina argentina dirige um workshop em Portugal. Neste workshop, Cecilia Bengolea propõe dançar e filmar dentro (Casa da Dança de Almada) e fora do estúdio (Cais do Ginjal, em frente ao rio Tejo).
    Partindo do seu imenso arquivo de vídeos, gravados por todo o mundo, Bengolea partilhará a sua prática em dança e em vídeo para refletir em conjunto como uma atividade pode influenciar a outra.

    +
  • O Teatro e a Peste (Teatro Romano)

    31 julho 2020 — 23 agosto 2020
    Transmissão Online

    JOHN ROMÃO & SALOMÉ LAMAS

    Com concepção e encenação de John Romão e realização de Salomé Lamas, a recriação da conferência O Teatro e a Peste, de Antonin Artaud (1933), é apresentada em streaming, a partir de diversos teatros vazios e diversas geografias.

    Gravado no Teatro Romano de Lisboa, com o ator Albano Jerónimo e a coordenadora do teatro, Lídia Fernandes.

    +
  • O Teatro e a Peste (São Luiz Teatro Municipal)

    02 agosto 2020 — 23 agosto 2020
    Transmissão Online

    JOHN ROMÃO & SALOMÉ LAMAS

    Com concepção e encenação de John Romão e realização de Salomé Lamas, a recriação da conferência O Teatro e a Peste, de Antonin Artaud (1933), é apresentada em streaming, a partir de diversos teatros vazios e diversas geografias.

    Gravado no São Luiz Teatro Municipal, com a atriz Cucha Carvalheiro e a diretora artística do teatro, Aida Tavares.

    +
  • O Teatro e a Peste (TBA)

    07 agosto 2020 — 31 agosto 2020
    Transmissão Online

    JOHN ROMÃO & SALOMÉ LAMAS

    Com concepção e encenação de John Romão e realização de Salomé Lamas, a recriação da conferência O Teatro e a Peste, de Antonin Artaud (1933), é apresentada em streaming, a partir de diversos teatros vazios e diversas geografias.

    Gravado no Teatro do Bairro Alto, em Lisboa, com a atriz Mónica Calle e o diretor artístico do teatro, Francisco Frazão.

    +
  • O Teatro e a Peste (LU.CA)

    12 agosto 2020
    Transmissão Online

    JOHN ROMÃO & SALOMÉ LAMAS

    Com concepção e encenação de John Romão e realização de Salomé Lamas, a recriação da conferência O Teatro e a Peste, de Antonin Artaud (1933), é apresentada em streaming, a partir de diversos teatros vazios e diversas geografias.

    Gravado no LU.CA - Teatro Luís de Camões, em Lisboa, com o ator Igor Regalla e a diretora artística do teatro, Susana Menezes.

    +
  • O Teatro e a Peste (Teatro Viriato)

    15 agosto 2020 — 31 agosto 2020
    Transmissão Online

    JOHN ROMÃO & SALOMÉ LAMAS

    Com concepção e encenação de John Romão e realização de Salomé Lamas, a recriação da conferência O Teatro e a Peste, de Antonin Artaud (1933), é apresentada em streaming, a partir de diversos teatros vazios e diversas geografias.

    Gravado no Teatro Viriato, em Viseu, com John Romão e a diretora artística do teatro, Patrícia Portela.

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Jorge Silva Melo

    29 agosto 2020
    Quinta da Alfarrobeira (Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica)

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP e da impressão de livros em braille.

    Convidado: Jorge Silva Melo (encenador, realizador, autor)
    Livro escolhido: "O mundo dos outros" de José Gomes Ferreira
    Espaço verde: Quinta da Alfarrobeira

    +
  • Workshop com Dora García

    04 setembro 2020 — 06 setembro 2020
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    BoCA SUMMER SCHOOL 2020
    Performance / Artes Visuais

    A premiada artista espanhola Dora García vem a Lisboa pela primeira vez dirigir um workshop de performance, no MAAT. Como reagir a um sistema de realidade do qual não fazemos parte? O sentimento de estranhamento está a aumentar, a distância está a aumentar, e é cada vez mais difícil encontrar pontos de ancoragem em um sistema que repete os mesmos erros repetidamente.

    +
  • A BoCA no Centro de Artes de Águeda

    12 setembro 2020 — 13 setembro 2020
    Centro de Artes de Águeda

    A BoCA no Centro de Artes de Águeda

    No fim de semana de 12 e 13 de Setembro, a BoCA apresenta uma extensão da sua programação no Centro de Artes de Águeda, com entrada livre. Composto por 5 recentes comissões (BoCA 2019), as criações de Gonçalo M. Tavares & Os Espacialistas, Tania Bruguera, Jonas & Lander, Mariana Tengner Barros e Horácio Frutuoso viajam até Águeda.

    +
  • Workshop com Gerard & Kelly

    15 setembro 2020 — 17 setembro 2020
    Estúdios Vítor Córdon

    BoCA SUMMER SCHOOL 2020
    Dança

    Os coreógrafos e artistas Gerard & Kelly regressa a Lisboa para um workshop. Através de uma série de práticas de movimento e de escrita, propõem desacelerar e criar espaço para que surjam perguntas. Como entramos e saímos de sincronia uns com os outros? Como nos aproxima da história e da política a consciência do tempo? O que é queer, feminista e pós-colonial com o passar do tempo?

    +
  • Workshop com Stefan Kaegi / Rimini Protokoll

    17 setembro 2020 — 20 setembro 2020
    Culturgest (Lisboa)

    BoCA SUMMER SCHOOL 2020
    Teatro

    Imaginem uma conferência para a qual ninguém se desloca. Uma performance na qual os principais cientistas convidados não aparecem fisicamente, mas são representados por artistas locais. "Conferência dos Ausentes" é um projeto para o qual a companhia Rimini Protokoll está a pesquisar. Em Lisboa, será um workshop sobre cooperação global numa crise global para estudantes e profissionais de artes performativas, de escrita e áreas conexas.

    +
  • Sobre especialistas transplantados e públicos controlados remotamente

    17 setembro 2020
    Culturgest Lisboa

    BoCA SUMMER SCHOOL 2020
    Conferência | entrada livre

    Stefan Kaegi estará em Lisboa para dirigir um workshop e apresentar uma conferência, em que mostrará e comentará vídeos curtos sobre produções recentes da companhia de teatro alemã Rimini Protokoll, incluindo 50 espetadores com controle remoto, 100 cidadãos estatisticamente escolhidos de São Paulo, bem como traficantes internacionais de armas e espaços imersivos, lembrando os legados das pessoas após o fim das suas vidas.

    +
  • Workshop com João Pedro Rodrigues & João Rui Guerra da Mata

    19 setembro 2020 — 20 setembro 2020
    Culturgest (Lisboa)

    BoCA SUMMER SCHOOL 2020
    Cinema

    Os realizadores de cinema João Pedro Rodrigues & João Rui Guerra da Mata dirigem o workshop "Ficção a 2 metros de distância", onde abordam o que poderá ser o cinema com restrições / limitações / condicionalismos / contrariedades / obstáculos / antagonismos / entraves, ou seja, os condicionalismo diários da criação cinematográfica. Os participantes são convidados a trazer o seu esboço de filme ou projeto audiovisual.

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Gisela João

    27 setembro 2020
    Quinta da Alfarrobeira (Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica), Lisboa

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP e da impressão de livros em braille.

    Convidada: Gisela João (fadista)
    Livro escolhido: "O Sol e as Suas Flores" de Rupi Kaur
    Espaço verde: Quinta da Alfarrobeira

    +
  • Narciso

    01 outubro 2020 — 31 janeiro 2021
    Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea

    TANIA BRUGUERA

    A instalação “Narciso” evoca a crise da migração e dos refugiados. Através do olhar de Tania Bruguera, esse movimento ganha a expressão de uma crise individual, centrada no corpo e na identidade de cada espectador.

    +
  • On Revelations and Muddy Becomings

    15 janeiro 2021 — 17 janeiro 2021
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    ODETE

    A artista Odete é a vencedora da primeira edição do RExFORM – Projeto Internacional de Performance, que nasce da colaboração entre o a BoCA e o MAAT. A artista propõe uma abordagem crítica ao silêncio histórico em torno das questões do corpo e da identidade de género. A estreia do projeto tem lugar em Janeiro de 2021 no MAAT e depois integra a circulação nacional da BoCA.

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Mamadou Ba

    10 abril 2021
    Museu de Lisboa - Palácio Pimenta

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP.

    Convidada: Mamadou Ba (ativista político, tradutor, dirigente SOS Racismo)
    Livro escolhido: "Erosão" de Gisela Casimiro
    Espaço verde: Jardim do Museu de Lisboa (online)

    +
  • ECOTEMPORÂNEOS: Beatriz Batarda

    17 abril 2021
    Museu de Lisboa - Palácio Pimenta

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP.

    Convidada: Beatriz Batarda (atriz)
    Livro escolhido: "Caderno de Memórias Coloniais" de Isabela Figueiredo
    Espaço verde: Jardim do Palácio Pimenta, Museu de Lisboa (online)

    +
  • Na direção da luz

    01 julho 2021 — 31 julho 2021
    Teatro Camões

    HORÁCIO FRUTUOSO

    “Na direção da Luz” é uma intervenção site-specific do artista Horácio Frutuoso para o Teatro Camões, a casa da Companhia Nacional de Bailado, comissiarida pela BoCA. Um conjunto de poemas visuais sugerem uma ideia de movimento, de transformação das palavras e do espaço onde estão instalados pela luz.

    1 a 31 Julho 2021

    +
  • ODETE: ON REVELATIONS AND MUDDY BECOMINGS

    08 julho 2021 — 10 julho 2021
    Av. Brasília, 1300-598 Lisboa

    RExFORM

    A artista Odete é a vencedora da primeira edição do RExFORM – Projeto Internacional de Performance, que nasce da colaboração entre a BoCA e o MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia e tem como intuito promover a criação artística contemporânea.
    A artista propõe uma abordagem crítica ao silêncio histórico em torno das questões do corpo, da identidade de género e do mundo queer. O projeto será apresentado na Sala dos Geradores - MAAT nos dias 8, 9 e 10 de Julho 2021.

    +
  • A Tralha

    03 setembro 2021 — 05 setembro 2021
    Jardim do Museu de Lisboa

    CAPICUA

    "A Tralha" é um quase monólogo sobre acumulação. Um ensaio sobre o desperdício e a obsolescência em forma de narrativa pessoal. Uma reflexão sobre os objetos que nos rodeiam, que nos servem de extensão, que contêm as nossas memórias e que nos servem de interface com o mundo. Sobre os objetos que manipulamos e com os quais definimos as coreografias que inscrevemos no espaço e as nossas rotinas.

    +
  • O Barco/The Boat

    03 setembro 2021 — 17 outubro 2021
    MAAT

    GRADA KILOMBA

    Esta primeira instalação de grande escala de Grada Kilomba, que se estende junto ao rio por 32 metros de comprimento, na Praça do Carvão do MAAT, convida o público a entrar num jardim da memória, no qual poemas descansam sobre blocos de madeira queimada, lembrando histórias e identidades esquecidas. Que histórias são contadas? Onde são contadas? Como são contadas? E contadas por quem? São questões que se colocam ao entrar nesta instalação.

    +
  • Untitled (Wave)

    03 setembro 2021 — 17 outubro 2021
    Museu Nacional de Arte Antiga

    ANNE IMHOF

    “Untitled (Wave)” cria ressonância entre questões sobre o feminino, a adoração e a imaterialidade. Remete também para a história de arte, em particular o conceito de sublime, associado ao período romântico à contemplação da natureza, de paisagens inóspitas ou desoladas, que traduzem a escala de pequenez do indivíduo perante a grandeza do universo.

    +
  • Une vague joyeuse/Uma onda feliz

    03 setembro 2021
    FARO

    LUÍS LÁZARO MATOS

    “Une vague joyeuse” é um projeto de Luís Lázaro Matos cujo título advém da última cena do filme “Testamento de Orfeu” (1960) de Jean Cocteau, onde um carro descapotável percorre as curvas de uma estrada enquanto os seus passageiros gritam de alegria, indiferentes a dois polícias estacionados na berma.

    +
  • I Am the Mouth

    03 setembro 2021 — 17 outubro 2021
    Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea

    AGNIESZKA POLSKA

    Em “I Am the Mouth”, um par de lábios vermelhos meio submerso em água turbulenta, flutua enquanto repete frases calmantes, reenquadrando artisticamente o fenómeno viral de Internet conhecido por vídeos de ASMR (Auto Sensory Meridian Response) – sons gerados por materiais banais a raspar no microfone intensificados, tom de voz sussurrante que estimulam sensações agradáveis de formigamento e arrepio na nuca.

    +
  • Plantação de 7.000 Árvores

    03 setembro 2021 — 31 dezembro 2021
    LISBOA, ALMADA, FARO

    PLANTAÇÃO DE 7.000 ÁRVORES

    “A Defesa da Natureza” é um projeto a 10 anos através do qual a BoCA propõe aliar a criação e programação artística à criação e programação dos espaços naturais. Inspirado na célebre frase de Joseph Beuys, "Todos podemos ser artistas", propomos à comunidade artística e à sociedade civil a plantação de novas criações (naturais e artísticas), que formarão uma floresta de milhares de artistas e de obras de arte.

    +
  • Entre o Céu e a Terra

    04 setembro 2021 — 26 setembro 2021
    Praia da Bela Vista, Costa da Caparica (Almada)

    MÓNICA CALLE

    Em “Entre o Céu e a Terra”, Mónica Calle parte da escrita de Fiama Hasse Pais Brandão e desenvolve uma nova criação, a convite da BoCA, para um cenário natural: entre a praia e as dunas, na Costa da Caparica. Uma experiência intimista e desafiadora para 3 espectadores apenas por sessão.

    +
  • When All This Is Over, Let’s Meet Up! + Agents

    04 setembro 2021 — 17 outubro 2021
    Fábrica da Cerveja (Faro)

    ANASTASIA SOSUNOVA

    Através de um processo de distorção e entrelaçamento de elementos que pertencem a antigas mitologias, entidades híbridas e à sociedade de vigilância, Sosunova cria formas alternativas de "folclore contemporâneo". Explora novas narrativas e formas de vida que implicam regras, éticas, códigos e acordos entre os seres vivos.

    +
  • Quero ver as minhas montanhas

    05 setembro 2021 — 17 outubro 2021
    LISBOA, ALMADA E FARO

    SARA BICHÃO, DIANA POLICARPO, DAYANA LUCAS, GUSTAVO SUMPTA, GUSTAVO CIRÍACO, MUSA PARADISIACA, BERRU

    No ano em que se celebra o centenário do nascimento de Joseph Beuys (1921-1986), a BoCA cria o projeto “A Defesa da Natureza”, um projeto artístico colaborativo que promove novas criações artísticas e que é composto pela série "Quero ver as minhas montanhas", com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes.

    +
  • Denominação de Origem Controlada

    05 setembro 2021
    Padrão dos Descobrimentos (Lisboa)

    GUSTAVO SUMPTA

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +
  • O Terceiro Reich

    09 setembro 2021 — 10 setembro 2021
    Museu Nacional dos Coches (Picadeiro Real)

    ROMEO CASTELLUCCI

    “O Terceiro Reich” é uma vídeo-instalação performativa baseada na representação espectral de todos os nomes. Todos os substantivos encontrados no dicionário italiano (aqui traduzidos para português) são projetados, em sequência, um a um, com uma velocidade autoritária que as esvazia do seu conteúdo e significado.

    +
  • Overlapses, Riddles & Spells

    09 setembro 2021 — 12 setembro 2021
    Centro Cultural de Belém

    ANDREIA SANTANA

    O modo como nos co-relacionamos ou como nos afetamos mutuamente, numa permanente interdependência, é um princípio que atravessa muitas das obras da artista visual Andreia Santana. “Overlapses, Riddles & Spells” é um projeto que contempla uma instalação inédita com obras de vidro e ferro, acompanhadas por duas projeções de vídeo.

    +
  • On Revelations and Muddy Becomings

    11 setembro 2021 — 18 setembro 2021
    ALMADA E FARO

    ODETE

    Odete quer “destruir a exibição performativa que transforma os nossos corpos em mercadorias” e “mentir sobre a História para que possamos remodelar o futuro”. O projeto “On Revelations and Muddy Becomings” é o culminar de um trabalho sobre sombras e política que Odete, artista multidisciplinar que opera no domínio da música, artes visuais, performance e teatro, tem vindo a criar.

    +
  • Carrossel

    12 setembro 2021
    Alpena (Trafaria)

    GUSTAVO CIRÍACO

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +
  • The New Sun

    13 setembro 2021 — 17 outubro 2021
    Reservatório da Patriarcal

    AGNIESZKA POLSKA

    “The New Sun” apresenta uma projeção do sol personificado como um personagem animado que se dirige diretamente ao público com teoria científica, poesia, desastres ambientais, piadas banais e canções de amor. Aqui, o sol é tudo o que vês antes do colapso final do teu sistema, do teu planeta, do teu pôr-do-sol – a última testemunha da tua extinção, conduzindo-te suavemente para o buraco negro de uma última meditação.

    +
  • Passages

    14 setembro 2021
    Museu Municipal de Faro

    NOÉ SOULIER

    “Passages” é um projeto nómada, que explora a relação entre o movimento dos corpos e dos lugares onde estes inscrevem as suas ações. Ao atuar sobre objetos imaginários, os performers desencadeiam ressonâncias em múltiplas escalas e dimensões, num ativar de memórias físicas nos espetadores, partindo da relação com os espaços que habitam.

    +
  • Passages

    17 setembro 2021 — 18 setembro 2021
    Museu Nacional de Arte Antiga

    NOÉ SOULIER

    “Passages” é um projeto nómada, que explora a relação entre o movimento dos corpos e dos lugares onde estes inscrevem as suas ações. Ao atuar sobre objetos imaginários, os performers desencadeiam ressonâncias em múltiplas escalas e dimensões, num ativar de memórias físicas nos espetadores, partindo da relação com os espaços que habitam.

    +
  • As Filhas do Fogo

    17 setembro 2021 — 18 setembro 2021
    Capitólio

    PEDRO COSTA & OS MÚSICOS DO TEJO

    Do consagrado realizador Pedro Costa, depois do seu premiado filme “Vitalina Varela”, estreia-se “As Filhas do Fogo”, filme-espectáculo de encontro entre o cinema, a música e o teatro. Pedro Costa colabora com os Músicos do Tejo e propõe um dispositivo cénico que volta a colocar a ênfase no pós-colonialismo.

    +
  • Música Cigana Camões Yanomani / A Soma dos Seus

    18 setembro 2021 — 19 setembro 2021
    Fundação Calouste Gulbenkian

    ANTÓNIO POPPE E LA FAMÍLIA GITANA

    “Música Cigana Camões Yanomani/ A Soma dos Seus” consiste numa performance-espetáculo que combina a poesia de Camões, textos de Davi Kopenawa (dos Indios Yanomani), com Música Cigana. Este encontro cria uma composição comunicante entre expressões originais.

    +
  • Monumento para Amadores

    19 setembro 2021
    Ilha Deserta (Faro)

    MUSA PARADISIACA

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +
  • Andy

    23 setembro 2021 — 03 outubro 2021
    Teatro Nacional D. Maria II

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +
  • Tânia Carvalho e Matthieu Ehrlacher

    24 setembro 2021 — 25 setembro 2021
    Lisboa (local a anunciar)

    TÂNIA CARVALHO E MATTHIEU EHRLACHER

    Os instrumentos tocados por Tânia e Matthieu, saxofone e erhu, e a sua colaboração com o Rancho Folclórico da Casa do Minho de Lisboa fazem com que se abrace uma nova forma de experimentar a tradição e o seu cancioneiro. As músicas são desmembradas da sua forma original para serem colocadas na construção de uma viagem sonora.

    +
  • Música Cigana Camões Yanomani / A Soma dos Seus

    25 setembro 2021
    Quintalão

    ANTÓNIO POPPE E LA FAMÍLIA GITANA

    “Música Cigana Camões Yanomani/ A Soma dos Seus” consiste numa performance-espetáculo que combina a poesia de Camões, textos de Davi Kopenawa (dos Indios Yanomani), com Música Cigana. Este encontro cria uma composição comunicante entre expressões originais.

    +
  • Sound Walk (Tapada das Necessidades)

    25 setembro 2021
    Tapada das Necessidades (Lisboa)

    DIANA POLICARPO

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +
  • IWOW: I WALK ON WATER

    28 setembro 2021 — 29 setembro 2021
    Cinema São Jorge

    KHALIK ALLAH

    “IWOW” é um filme do marcante fotógrafo e realizador nova-iorquino Khalik Allah, já descrito como realizador de “ópera de rua” e elogiado pelo olhar desarmante que desvela com delicada maestria uma humanidade visceralmente bela.

    +
  • Brasa

    29 setembro 2021
    Teatro das Figuras

    TIAGO CADETE

    Em “Brasa”, Tiago Cadete prossegue uma das suas linhas de pesquisa teatral, a da interrogação e de olhar crítico sobre a relação histórica entre Portugal e Brasil, acompanhado de um elenco de criadores-intérpretes de origens diversas: Isabél Zuaa, Julia Salem, Keli Freitas, Magnum Alexandre Soares, Ana Lobato, Dori Nigro, Gustavo Ciríaco e Raquel André.

    +
  • Water In A Heatwave

    30 setembro 2021 — 10 outubro 2021
    Carpintarias de São Lázaro

    MILES GREENBERG

    “Water in a Heatwave” é uma nova performance duracional de 4h para oito performers e é o projeto mais desafiante, ao nível de escala e de duração, do artista. Dois a dois, os performers colidem os seus corpos uns contra os outros, no topo de uma série de pedestais, criando tensões variadas no espaço.

    +
  • Simbiose

    30 setembro 2021 — 02 outubro 2021
    Fundação Champalimaud

    HUGO CANOILAS e GABRIEL FERRANDINI

    "Simbiose" nasce, ganha autonomia e materialidade algures entre um plano de música (de Gabriel Ferrandini) e um plano visual (filme de Hugo Canoilas), combinando a performance de cantores líricos, a partir da música do compositor italiano do séc. XVI Carlo Gesualdo, e os fungos liquenizados que nascem nas representações rupestres de Vale do Côa.

    +
  • IWOW: I WALK ON WATER

    01 outubro 2021
    Auditório IPDJ

    KHALIK ALLAH

    “IWOW” é um filme do marcante fotógrafo e realizador nova-iorquino Khalik Allah, já descrito como realizador de “ópera de rua” e elogiado pelo olhar desarmante que desvela com delicada maestria uma humanidade visceralmente bela.

    +
  • TRÓPICOS MECÂNICOS (MUEDA)

    01 outubro 2021 — 03 outubro 2021
    Almada (local a anunciar)

    FELIPE BRAGANÇA, TEATRO GRIOT, CATARINA WALLENSTEIN

    Projeto transmedia, com inspirações no afro-futurismo e no tropicalismo brasileiro. A ficção científica, a fábula e a documentação misturam-se nesta performance visual e teatral em torno das memórias do Massacre de Mueda, ocorrido no Moçambique, em 1960.

    +
  • Um buraco do tamanho do teu toque

    01 outubro 2021 — 03 outubro 2021
    Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado

    ANDRÉ UERBA

    Através do desaceleramento, da inibição do sentido da visão e de uma aproximação cinética e somática ao corpo e seu movimento, André Uerba e performers exploram diferentes formas de se conhecerem e se sentirem. Corpos que se encontram, coordenam e comunicam de forma não verbal – abrindo um espaço que se entende político.

    +
  • Atavic Machine / Máquina Atávica

    03 outubro 2021 — 10 outubro 2021
    Estufa Fria

    JONATHAN ULIEL SALDANHA

    Em “Máquina Atávica”, Jonathan ativa pela primeira vez num espaço vegetal (de construção humana) - a Estufa Fria de Lisboa - a ação de uma máquina de som e luz, onde as características latentes e fictícias provenientes de um tempo remoto e futuro se manifestam.

    +
  • Sistema de Reverberação de Matéria

    03 outubro 2021
    Almada (local a anunciar)

    BERRU

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +
  • Tânia Carvalho e Matthieu Ehrlacher

    07 outubro 2021
    Teatro Lethes

    TÂNIA CARVALHO e MATTHIEU EHRLACHER

    Os instrumentos tocados por Tânia e Matthieu, saxofone e erhu, e a sua colaboração com o Rancho Folclórico da Casa do Minho fazem com que se abrace uma nova forma de experimentar a tradição e o seu cancioneiro. As músicas são desmembradas da sua forma original para serem colocadas na construção de uma viagem sonora.

    +
  • Über Alles

    08 outubro 2021 — 09 outubro 2021
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    CARLOS AZEREDO MESQUITA

    “Über Alles” é uma performance duracional em que os performers exploram a história e as estórias, elementos da iconografia e da sociologia ligados aos hinos nacionais. Refletem sobre o papel que estas canções têm na construção da mitologia da nação e nas dinâmicas de inclusão e exclusão associadas a esse processo.

    +
  • and STILL we MOVE

    08 outubro 2021
    Teatro das Figuras

    JOANA CASTRO E MAURÍCIA NEVES

    E ainda assim nos movemos. A fragilidade enquanto potência, enquanto lugar poético, é o ponto de partida para uma performance que surge da vontade de deslocar o campo privado para o público. As coreógrafas e intérpretes Joana Castro e Maurícia Neves questionam e reconfiguram a relações entre ambas, tendo como base fotografias de arquivo pessoal de uma relação amorosa que encontrou o seu fim em outubro passado.

    +
  • A Tralha

    09 outubro 2021
    Quintalão (Faro)

    CAPICUA

    "A Tralha" é um quase monólogo sobre acumulação. Um ensaio sobre o desperdício e a obsolescência em forma de narrativa pessoal. Uma reflexão sobre os objetos que nos rodeiam, que nos servem de extensão, que contêm as nossas memórias e que nos servem de interface com o mundo. Sobre os objetos que manipulamos e com os quais definimos as coreografias que inscrevemos no espaço e as nossas rotinas.

    +
  • Lavagem

    09 outubro 2021 — 10 outubro 2021
    Almada (local a anunciar)

    ALICE RIPOLL

    Em “Lavagem”, a mais recente obra da coreógrafa brasileira Alice Ripoll e Cia. REC, a realidade e a fantasia misturam-se em delírio, como num sonho apocalíptico. Com a ajuda de baldes, água e sabão, a performance investiga imagens ambivalentes a partir do ato de lavar, com desdobramentos cénicos e históricos observados criticamente.

    +
  • KATABASIS—ANABASIS

    10 outubro 2021
    Fábrica da Cerveja (Faro)

    DAYANA LUCAS

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +
  • Moving Earths

    13 outubro 2021
    Culturgest

    BRUNO LATOUR E FRÉDÉRIQUE AÏT-TOUATI

    Uma conferência-performance do filósofo Bruno Latour e da sociólogo e encenadora Frédérique Aït-Touati em que a ordem social e cósmica é descrita como “caminhando para um colapso político e ecológico sem paralelo”, por via da crise climática.

    +
  • Resistencia

    13 outubro 2021
    Praça da Liberdade (Almada)

    LASTESIS

    O coletivo artístico, interdisciplinar e feminista de mulheres de Valparaíso (Chile) LASTESIS dedica-se a divulgar a teoria feminista baseada na performance. Viajam pela primeira vez a Portugal para trabalharem com 80 mulheres e dissidências de idades e formações diversas, numa performance que procura abordar a reivindicação ao direito a uma vida livre de violência.

    +
  • Brasa

    14 outubro 2021 — 17 outubro 2021
    Carpintarias de São Lázaro

    TIAGO CADETE

    Em “Brasa”, Tiago Cadete prossegue uma das suas linhas de pesquisa teatral, a da interrogação e de olhar crítico sobre a relação histórica entre Portugal e Brasil, acompanhado de um elenco de criadores-intérpretes de origens diversas: Isabél Zuaa, Julia Salem, Keli Freitas, Magnum Alexandre Soares, Ana Lobato, Dori Nigro, Gustavo Ciríaco e Raquel André.

    +
  • and STILL we MOVE

    15 outubro 2021 — 16 outubro 2021
    Teatro Taborda

    JOANA CASTRO E MAURÍCIA NEVES

    E ainda assim nos movemos. A fragilidade enquanto potência, enquanto lugar poético, é o ponto de partida para uma performance que surge da vontade de deslocar o campo privado para o público. As coreógrafas e intérpretes Joana Castro e Maurícia Neves questionam e reconfiguram a relações entre ambas, tendo como base fotografias de arquivo pessoal de uma relação amorosa que encontrou o seu fim em outubro passado.

    +
  • Andy

    16 outubro 2021
    Teatro das Figuras

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +
  • 0

    17 outubro 2021
    Doca de Pedrouços e Trafaria

    SARA BICHÃO

    A série de performances no espaço natural “Quero ver as minhas montanhas”, com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, propõe aos artistas olharem o legado de Joseph Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

    +

Atividades passadas