John Romão

 

Encenador, ator e programador, John Romão (1984) tem desenvolvido um trabalho no campo do teatro contemporâneo e nos cruzamentos disciplinares.

Estudou Teatro na ESTC, Estéticas e Teorias da Arte Contemporânea na Sociedade Nacional de Belas Artes, Curadoria de Arte na FCSH / Universidade Nova de Lisboa e participou na École des Maîtres, com direção de Rodrigo García.

Trabalhou com Romeo Castellucci, Rodrigo García, Tiago Rodrigues, Jorge Andrade (mala voadora), Mariana Tengner Barros, Jorge Silva Melo, Paulo Castro, Nilo Gallego, Francisco Salgado, Marcos Barbosa ou Harvey Grossman.

Dirige os seus espetáculos desde 2002, os quais têm sido coproduzidos e apresentados pelo Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Nacional São João, São Luiz Teatro Municipal, Culturgest, Centro Cultural Vila Flor, Negócio/ZDB, Festival Citemor, Konstanz Theater, La Laboral, etc. Os seus últimos espetáculos foram PASOLINI IS ME (2015), uma colaboração com os artistas plásticos João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira e o DJ CVLT / Nicolai Sarbib, POCILGA de Pasolini (2015) e TEOREMA (2014), com a participação de 14 skaters e 1 acordeonista.

Apresentou o seu trabalho em Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Noruega, Eslováquia, Brasil, Argentina e Austrália.

Trabalhou entre 2006-2016 como assistente de direção artística do dramaturgo e encenador argentino Rodrigo García (Prémio Europa de Teatro / UNESCO 2005). Foi assistente de direção de Romeo Castellucci na Bienal de Teatro de Veneza (2010-2011) e foi convidado por Castellucci para o representar enquanto jovem encenador no programa Voyages du Kadmos, no Festival d’Avignon (2013).

Foi nomeado e ganhou alguns prémios e distinções: Prémios Novos 2014 – Teatro; Jovens Criadores Nacionais 2012 – Teatro; Emergentes 2011, Teatro Nacional D. Maria II; Almada – Terra das Artes e da Criatividade 2010; CADA SOPRO, HORROR e AGAMÉMNON foram considerados os melhores do ano de 2010 e 2011 pelo jornal Expresso e pela revista Time Out.

Foi professor de teatro na Escola Superior de Dança e desenvolveu workshops em várias instituições públicas e privadas, dentro e fora de Portugal.

É o diretor artístico da BoCA – Biennial of Contemporary Arts.

www.johnromao.com