Portugal | Performance musical | Nova criação
*estreia mundial

 

Músico de visceralidades sonoras e performativas, formado em artes visuais, produtor, criador multifacetado, Jonathan Saldanha é mestre xamânico das novas tecnologias e linguagens artísticas, num mundo de pós-produção onde a futurologia tem raíz tribal e ritualística. Jazz, hip hop, eletrónica, gestos de composição entre a música, a performance e as artes visuais, Jonathan move-se numa permanente reformulação e resignificação inventiva do já existente no mundo. Depois de peças como “Oxidation Machine” (2016), “O Poço” (2017) ou “SØMA” (2018), e com um percurso pluridisciplinar que já o levou ao Primavera Sound, Sónar, OUT.FEST, Palais de Tokyo, entre outros, apresenta agora na BoCA “Scotoma Cintilante”, concerto-performance para coro misto de cegos e partitura gráfica tridimensional.

A superfície de uma máquina-escultura é a matéria inanimada que opera a mutação sobre a voz no tempo. Partindo de uma mundivisão onde a relação tátil com a matéria inanimada é a fonte primordial da construção do som, este concerto-performance inscreve-se entre matéria e anima, pré-linguagem e superfície, operando a intercepção de quatro eixos distintos: o aparelho vocal humano; a mediação de uma linguagem háptica; a refração como mecanismo tático de mutação e rematerialização do tempo; e a camuflagem da palavra pela voz. Projeto de investigação que surge a convite da Escola das Artes – UCP para o desenvolvimento de uma peça vocal que reflete os arquétipos da paixão de Cristo, desenvolvido em residência artística.

 

Biografia do artista


Direção e concepção:
 Jonathan Uliel Saldanha
Maestrina: Ivelina Kavrakova
Coro: Ver Pela Arte
Mecanismo de refração coral: Pedro Monteiro
Desenvolvimento e construção escultura:  André Perrotta
Desenho 3D: Ricardo Megre
Corporalidade: Catarina Miranda
Superfície: Diogo Tudela
Apoio à investigação: Álvaro Balsas
Imagem de divulgação: Jonathan Saldanha e Ricardo Megre
Co-produção: Escola das Artes – Universidade Católica Portuguesa, BoCA, SOOPA
Apoios: Direção-Geral das Artes, Fundação GDA, Católica Porto 40 anos, Centro Nacional de Cultura e ACAPO

Próximos Eventos

ler mais
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • BoCA Summer School: Cantos na Cosmovisão Huni Kuin

    06 julho 2024 — 07 julho 2024
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    COLETIVO HUNI KUIN

    No workshop "Cantos na Cosmovisão Huni Kuin", o coletivo Huni Kuin propõe uma experiência imersiva que se relaciona com a cultura musical do seu povo, pensando a voz e a melodia enquanto veículos e instrumentos para agir no mundo, constituir corpos e viver bem.

    +
  • BoCA Summer School: Corpo e Natureza

    06 julho 2024 — 07 julho 2024
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    COLETIVO HUNI KUIN

    No workshop "Corpo e Natureza", o coletivo Huni Kuin propõe uma prática e reflexão acerca do papel da arte no processo de fortalecimento de corpos na sua sociedade. Durante a formação, cada corpo assumirá diferentes faces: ora instrumento, ora embarcação coletiva, ora suporte para intervenção artística, simbólica e comunicativa com a natureza através da descoberta da pintura.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +