ODETE
On Revelations and Muddy Becomings

Projeto vencedor da edição de 2020 do RExFORM

A artista Odete é a vencedora da primeira edição do RExFORM – Projeto internacional de Performance, que nasce da colaboração entre a BoCA e o maat.
Na performance “On Revelations and Muddy Becomings”, Odete propõe uma abordagem crítica ao silêncio histórico em torno das questões do corpo, identidade de género e do mundo queer. Segundo a artista, é o “culminar de um trabalho sobre as sombras e a política” que tem vindo a desenvolver desde que começou o seu percurso artístico.
O projeto é composto por três partes – um livro mágico, um videojogo e uma performance – e pretende ficcionar uma sociedade secreta que se apresenta ligada a nomes como Joana d’Arc, Eliogabalus ou Chevalier D’Eon, da qual a artista se diz descendente. Entre óleos e dildos mágicos, entre deusas hermafroditas e viagens interplanetárias, os performers cuidam umxs dxs outrxs revelando talvez uma comunidade para além das verdades da história.
“Quero apresentar um projeto que conspire contra a escrita da história no sentido de nela inscrever certos corpos e práticas. E essa inscrição é feita através de uma escrita mentirosa sobre o passado revelando assim as técnicas de produção da verdade dessa mesma história que nos apagou. Este projeto é, no fundo, um projeto arqueológico paranoico”, descreve a artista.
A escolha foi feita por um júri composto pela diretora do MAAT, Beatrice Leanza, a curadora sénior de performance da Tate Modern, Catherine Wood, a diretora de artes performativas do Centre Pompidou, Chloé Siganos, e o diretor artístico da BoCA, John Romão.

Criação: Odete
Textos e livro: Odete
Performers e co-criação coreográfica: Odete, Herlander e Tita Maravilha
Música: Odete e Herlander
Graffiti: DRVG??>
Figurinos: Kahumbi
Cenografia: Odete
Desenho de luz e efeitos especiais: Odete
Vídeo-jogo: Mario Mu
Ilustrações complementares: Aicy Ray
Co-produção: BoCA e maat, no âmbito do RExFORM – Projeto Internacional de Performance
Apoio: Pro.Dança

Próximos Eventos

ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Patrícia Portela

    27 junho 2021
    Palácio do Marquês de Alegrete

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP e da impressão de livros em braille.

    Convidada: Patrícia Portela (encenadora, escritora)
    Livro escolhido: "As barbas do diabo" Julio Cortázar
    Espaço verde: Palácio do Marquês de Alegrete

    ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Hugo van der Ding

    27 junho 2021
    Casa da Cerca

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto da BoCA que relaciona literatura com os espaços verdes. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP.

    Convidado: Hugo van der Ding (Cartoonista, Cronista)
    Livro escolhido: "Platero e Eu" de Juan Ramón Jiménez
    Espaço verde: Jardim da Casa da Cerca, Almada

    ler mais
  • Na direção da luz

    01 julho 2021 — 31 julho 2021
    Teatro Camões

    HORÁCIO FRUTUOSO

    “Na direção da Luz” é uma intervenção site-specific do artista Horácio Frutuoso para o foyer do Teatro Camões (CNB), dinamizada pela BoCA. Um conjunto de poemas visuais sugerem uma ideia de movimento, de transformação das palavras e do espaço onde estão instalados pela luz.

    1 a 31 Julho 2021

    ler mais