IT HAS A GOLDEN SUN AND AN ELDERLY GREY MOON
Vídeo digital com cor, a partir de filme Super 16 mm, com som, 22’00’’ – 2016

 

Encantados por uma fórmula quase mágica, damos por nós submersos no mundo de Ulla von Brandenburg (1974), que tem vindo a construir um mundo entre a realidade e a ilusão, o passado e o presente, o sagrado e o profano, através da instalação, filme, performance e pintura.

“It has a Golden Sun and an Elderly Grey Moon” é o primeiro filme que Ulla von Brandenburg dedica à cor. Filmado no palco principal do teatro de Nanterre-Amandiers, trata-se de um longo e contínuo plano, sem edição; um “filme que dança”. “A ideia inicial era fazer um filme a cores, ao contrário do meu trabalho anterior. A partir do momento em que a cor entrou num dos meus filmes, decidi que o filme seria dedicado a ela. Os bailarinos estão num espaço branco, cada um erguendo um tecido tingido com uma cor viva”. O palco é constituído por duas escadas brancas que sobem até uma plataforma. A figura da “escada” é um tema recorrente na linguagem artística de Ulla von Brandenburg: por vezes derrubada nos seus espaços arquitectónicos, é também o primeiro passo da narrativa. Neste filme, a escada é uma forma de representar, física e simbolicamente, as relações de poder entre os homens e as hierarquias da autoridade.

Este é o primeiro filme em que Ulla von Brandenburg envolve bailarinos no seu trabalho. Eles manipulam os tecidos tingidos e tanto os panos como as cores se tornam os temas das suas interações e cerimónias. O seu movimento evoca a memória de rituais antigos e os seus corpos são  vetores de ritmos instintivos – uma espécie de estado de consciência coletiva, que traz à lembrança as formas coreográficas da euritmia e da moderna dança expressionista.

Apoio à apresentação Institut Français / Embaixada de França – Apoio no âmbito do foco sobre a criação contemporânea francesa em 2017
Biografia

 

Próximos Eventos

ler mais
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • BoCA Summer School: Corpo e Natureza

    06 julho 2024 — 07 julho 2024
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    COLETIVO HUNI KUIN

    No workshop "Corpo e Natureza", o coletivo Huni Kuin propõe uma prática e reflexão acerca do papel da arte no processo de fortalecimento de corpos na sua sociedade. Durante a formação, cada corpo assumirá diferentes faces: ora instrumento, ora embarcação coletiva, ora suporte para intervenção artística, simbólica e comunicativa com a natureza através da descoberta da pintura.

    +
  • BoCA Summer School: Cantos na Cosmovisão Huni Kuin

    06 julho 2024 — 07 julho 2024
    MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

    COLETIVO HUNI KUIN

    No workshop "Cantos na Cosmovisão Huni Kuin", o coletivo Huni Kuin propõe uma experiência imersiva que se relaciona com a cultura musical do seu povo, pensando a voz e a melodia enquanto veículos e instrumentos para agir no mundo, constituir corpos e viver bem.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +