HOMEWORK

Inspirado no movimento Fluxus, em que artistas escreviam instruções para serem ativadas pelo público dentro dos museus, a BoCA convida agora artistas para escreverem instruções para ativação em casa. Todas as segunda-feira, são partilhadas partituras inéditas que desafiam o público a um diálogo entre o exterior e o interior, o corpo e a imaginação.


SEMANA 8

8 JUN – 14 JUN: Noé Soulier (coreógrafo e bailarino)
Comissão da partitura Self-Self Conscious (2020)

O trabalho de Noé Soulier explora coreografia e dança em diferentes cenários. Em projetos conceituais como o livro Ações, Movimentos e Gestos ou a performance Movimento em Movimento, ele analisa e descreve diferentes maneiras de conceber movimentos que visam oferecer várias maneiras de experimentar o corpo. A série de peças coreográficas, incluindo Removing, Faits et gestes, Second Quartet para a companhia LA Dance Project ou sua última criação The Waves, tenta ativar a memória física dos espectadores com movimentos que visam objetos ou eventos ausentes, sugerindo assim mais do que exibem. A exposição coreografada Performing Art, criada no Centre Pompidou, inverte a posição usual da dança no museu, coreografando a instalação de uma seleção de obras da coleção por profissionais da arte no palco.
Nascido em Paris em 1987, Noé Soulier estudou na National Ballet School do Canadá e na PARTS em Bruxelas. Ele fez mestrado em Filosofia na Universidade Sorbonne (Paris IV) e participou do programa de residência do Palais de Tokyo: Le Pavillon. Em 2010, ganhou o primeiro prémio da competição Danse Élargie, organizada pelo Théâtre de la Ville de Paris e Le Musée de la Danse. Noé Soulier é artista associado no Centro Nacional de Danças da CN D em Pantin desde 2014 e foi artista associado na CDCN Toulouse / Occitanie de 2016 a 2018. Em julho de 2020, assumirá a direção do Centro Nacional de Danças Contemporâneas d’Angers, em França.

 

Próximos Eventos

ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Patrícia Portela

    27 junho 2021
    Palácio do Marquês de Alegrete

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP e da impressão de livros em braille.

    Convidada: Patrícia Portela (encenadora, escritora)
    Livro escolhido: "As barbas do diabo" Julio Cortázar
    Espaço verde: Palácio do Marquês de Alegrete

    ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Hugo van der Ding

    27 junho 2021
    Casa da Cerca

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto da BoCA que relaciona literatura com os espaços verdes. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP.

    Convidado: Hugo van der Ding (Cartoonista, Cronista)
    Livro escolhido: "Platero e Eu" de Juan Ramón Jiménez
    Espaço verde: Jardim da Casa da Cerca, Almada

    ler mais
  • Na direção da luz

    01 julho 2021 — 31 julho 2021
    Teatro Camões

    HORÁCIO FRUTUOSO

    “Na direção da Luz” é uma intervenção site-specific do artista Horácio Frutuoso para o foyer do Teatro Camões (CNB), dinamizada pela BoCA. Um conjunto de poemas visuais sugerem uma ideia de movimento, de transformação das palavras e do espaço onde estão instalados pela luz.

    1 a 31 Julho 2021

    ler mais