CHINA | ALEMANHA
Criação site specific – Performance musical
“Half a Name”

Pan Daijing, nascida em Guiyang, China, e residente em Berlim, é uma conceituada artista, compositora e performer. Pan Daijing é uma contadora de histórias que concebe através de criações artísticas com recurso a várias disciplinas e formas, como a performance, a música, a dança e a instalação. 

As suas performances são envolventes experiências sensoriais que redefinem a noção fide som, extrapolando sobre o seu significado, levando-o muito além de uma categoria puramente sonora. Assinando criações site-specific e em grande escala, as suas composições dialogam fificom conceitos de filosofia e de afeto psicológico. Comovente e feroz, a sua prática constrói e narra a interioridade; provocando as fronteiras entre arte e música ao vivo, e acolhendo o público dentro das criações. 

Citada como uma das figuras mais magnetizantes da atual vanguarda, Pan Daijing apresentou o seu trabalho em museus como Palais de Tokyo e Rockbound Shanghai, teatros como Volksbuhne Berlin e HAU, clubes underground como Berghain, e também em festivais internacionais como CTM, Sonar, Unsound e London Contemporary Music Festival. 

“Half a Name” é uma performance musical site-specific para o Panteão Nacional, em que Pan Daijing assume a expansiva documentação sonora e visual das suas performances de grande escala, desenvolvidas nos últimos anos. Desconstruindo momentos de memórias, a peça explora as possibilidades do arquivo performativo, assim como a sua prática na narrativa experimental. Uma produção certamente poética e misteriosa, que assinala a primeira vez da artista em Portugal.

Parceria: Panteão Nacional / Direção-Geral do Património Cultural

Próximos Eventos

ler mais
  • Trouble

    04 fevereiro 2022 — 05 fevereiro 2022
    Comédie - CDN de Reims, Reims

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco com uma equipa portuguesa, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +
  • Trouble

    12 fevereiro 2022 — 13 fevereiro 2022
    Teatro Calderón, Valladolid

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco com uma equipa portuguesa, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +
  • A Tralha

    12 maio 2022 — 13 maio 2022
    Teatro Viriato, Viseu

    CAPICUA

    "A Tralha" é um quase monólogo sobre acumulação. Um ensaio sobre o desperdício e a obsolescência em forma de narrativa pessoal. Uma reflexão sobre os objetos que nos rodeiam, que nos servem de extensão, que contêm as nossas memórias e que nos servem de interface com o mundo. Sobre os objetos que manipulamos e com os quais definimos as coreografias que inscrevemos no espaço e as nossas rotinas.

    +