Estudaram artes visuais mas destacaram-se sobretudo pelo seu trabalho performativo e de criação cénica, em projetos transdisciplinares que exploram formas híbridas e práticas diferentes.

Ana Borralho & João Galante procuram uma arte em comunicação direta com o público. Foram várias as peças que conceberam em que o espetador intervém, vê de perto, se deita no chão junto dos intérpretes ou troca de lugar com eles. Na BoCA, depois de vários anos em trânsito entre apresentações de espetáculos por todo o mundo, na estrada e no ar, voltam a estar os dois a dois.

“Estrelas Cadentes (Metal e Melancolia)” é uma performance/instalação que surge na sequência das diferentes paisagens vivenciadas e observadas, das paisagens sobrevoadas às percorridas, das densamente superpovoadas às desérticas.

É um objeto abstrato que fala dessa experiência de estrada, do metal e da melancolia, através do som tocado ao vivo com instrumentos musicais e de uma componente visual que evoca tanto uma ânsia pela velocidade, como dita a imersão e a solidão, ainda que acompanhada. Uma paisagem interior ruidosa, espelhada, poética, com os dois juntos, calados e a escutar.

 

 

Conceito, direção artística, som, luz, espaço, adereços Ana Borralho & João Galante
Performers Ana Borralho (piano), João Galante (guitarra eléctrica, eletrónica)
Construção de adereços Jorge Bragada, Nuno Matos
Co-produção BoCA, casaBranca
Agradecimentos Patrícia Leal, Espaço alkantara
A casaBranca é uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes

 

Biografias

 

Próximos Eventos

ler mais
  • ANA CRISTINA CACHOLA, DELFIM SARDO, FILIPA OLIVEIRA

    20 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    CONVERSA COM ANA CRISTINA CACHOLA, DELFIM SARDO, FILIPA OLIVEIRA

    Helena Almeida (1934-2018): a sua obra, a sua influência em outros artistas, o seu legado.
    Os três curadores que também são tutores do projeto de formação e criação artística "Sente-me, Ouve-me, Vê-me", que a BoCA produz, vão estar à conversa sobre este projeto que implica jovens compositores e instrumentistas de três universidades de música, de três cidades do país (Lisboa, Porto e Braga).

    ler mais
  • duploc barulin

    20 março 2019 — 21 março 2019
    Teatro Taborda / Teatro da Garagem, Lisboa

    TÂNIA CARVALHO

    Depois de em 2017 ter apresentado uma exposição de desenhos na BoCA, "Toledo", desta vez conhecemos uma outra expressão artística, a Tânia em concerto. É aí que está a explorar as possibilidades criativas do instrumento, num concerto onde pela primeira vez também está a compor música para um outro performer, André Santos, que se junta a ela ao piano. As letras são da própria ou textos de Fernando Pessoa.

    ler mais
  • IF YOU WANT TO CONTINUE

    22 março 2019 — 23 março 2019
    MAAT, Lisboa

    VASYA RUN

    Vasya Run é um coletivo russo anónimo, constituído por rapazes entre os 16 e 27 anos, da periferia de Moscovo, que mistura arte contemporânea, teatro, subculturas de rua e rituais de emancipação espiritual. "If you want to continue", a sua nova performance, é comissionada pela BoCA e tem como conceito principal a figura do herói, que está associada a um estado “pós” o momento presente.

    ler mais
  • GESTUÁRIO II

    22 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    INSTITUTO DA MULHER NEGRA EM PORTUGAL

    O Instituto da Mulher Negra em Portugal - INMUNE, dá a conhecer nesta performance os temas que envolvem a criação desta entidade feminista interseccional e anti-racista, constituída por mulheres negras. A performance "Gestuário II" segue intacta no combate ao silenciamento das mulheres negras, africanas e afrodescendentes na História e no tempo presente.

    ler mais
  • Soará a silêncio, o som de uma revolução dentro de um Bunker

    23 março 2019 — 28 março 2019
    Casa dos Crivos, Braga

    MARIA TRABULO

    "Soará a silêncio, o som de uma revolução dentro de um Bunker" apresenta-se como uma instalação composta por elementos vários, que performers locais ativarão em momentos programados, convidando a que esta ação se estenda ao público. Integrado no ciclo 3X3 na Casa dos Crivos.

    ler mais
  • CATERINA BARBIERI LIVE ACT – Lisboa

    23 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    CATERINA BARBIERI

    A música de Caterina Barbieri tem origem numa meditação sobre as ondas primárias e a dança polirrítmica de harmónicos em sons sintéticos. Barbieri é mestre de efeitos potencialmente hipnóticos da repetição psicoacústica na mente humana, e dá a conhecer a sua linguagem minimalista modular, em dois concertos únicos, em Lisboa e Porto.

    ler mais
  • CATERINA BARBIERI LIVE ACT – Porto

    24 março 2019
    Passos Manuel, Porto

    CATERINA BARBIERI

    A música de Caterina Barbieri tem origem numa meditação sobre as ondas primárias e a dança polirrítmica de harmónicos em sons sintéticos. Barbieri é mestre de efeitos potencialmente hipnóticos da repetição psicoacústica na mente humana, e dá a conhecer a sua linguagem minimalista modular, em dois concertos únicos, em Lisboa e Porto.

    ler mais
  • IF YOU WANT TO CONTINUE

    24 março 2019
    Palácio dos Correios, Porto

    VASYA RUN

    Vasya Run é um coletivo russo anónimo, constituído por rapazes entre os 16 e 27 anos, da periferia de Moscovo, que mistura arte contemporânea, teatro, subculturas de rua e rituais de emancipação espiritual. "If you want to continue", a sua nova performance, é comissionada pela BoCA e tem como conceito principal a figura do herói, que está associada a um estado “pós” o momento presente.

    ler mais
  • THE THIRD PART OF THE THIRD MEASURE

    24 março 2019
    Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

    THE OTOLITH GROUP

    "The Third Part of the Third Measure" é uma nova composição audiovisual dos The Otolith Group. Cria um encontro com o minimalismo militante do compositor vanguardista, pianista e cantor afro-americano Julius Eastman. "The Third Part of the Third Measure" convida os espectadores a assistirem à estética em êxtase do radicalismo negro que o próprio Eastman uma vez descreveu como "cheio de honra, integridade e coragem ilimitada".

    ler mais
  • Os Animais e o Dinheiro

    26 março 2019
    Teatro da Trindade, Lisboa

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    “Laboratório de Formas de Sentir Acima da Média” - é esta é a proposta de Gonçalo M. Tavares & Os Espacialistas para a BoCA 2019. São três performances inéditas apresentadas em salas de teatro a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    ler mais
  • BIBLIOTECA

    27 março 2019 — 30 abril 2019
    Estufa Fria, Lisboa

    HORÁCIO FRUTUOSO

    Horáco Frutuoso recorre, no seu trabalho, a diferentes meios, estruturando a sua prática a partir do pensamento e organização de uma pintura. Cruza com a poesia visual, imagens digitais e a instalação-performance.
    No contexto da BoCA, foi-lhe proposto criar uma obra nova, tendo como base o vídeo "A Experiência do Lugar II" de Helena Almeida. Esta é a primeira obra que Horácio Frutuoso cria para o espaço exterior.

    ler mais
  • MASTERCLASS “TRANSOBJESTOS”

    28 março 2019
    Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Porto

    OS ESPACIALISTAS

    Na segunda edição da BoCA, Os Espacialistas vão colaborar com o escritor Gonçalo M. Tavares na criação e apresentação de três conferências-performances inéditas a serem apresentadas nas três cidades oficiais da BoCA 2019 - Lisboa, Porto e Braga - sob o título "Os Animais e o Dinheiro". Dois dias antes da apresentação no Teatro Municipal do Porto - Rivoli, Os Espacialistas dão a sua primeira masterclass na FBAUP.

    ler mais