Com uma prática multidisciplinar, o trabalho de Diogo Evangelista (1984) gira em torno de temas de desejo e transformação, explorando o potencial animista que a imaginação humana tem em se apropriar de conceitos, imagens e ambientes.

O artista reflete sobre o estatuto da imagem e o seu potencial como veículo contracultural. Tendo como pontos de partida materiais apropriados e de arquivo, produz narrativas não lineares e pontos de vista especulativos acerca do real.

Projetada para o contexto da BoCA, a exposição “Espaço de Fluxos” tem como mote central a figura do ser humano e explora ideias como invisibilidade e introspeção. O projeto configura-se como um organismo vivo, onde o conjunto de trabalhos, na sua maioria inéditos, cria um ambiente único que imerge o público no seu interior através de diferentes estímulos, criando uma experiência total.

O título é apropriado de um texto homónimo de Manuel Castells que descreve uma tipologia cultural de grande abstração e as suas interações dinâmicas com os media digitais. O conceito de ‘espaço de fluxos’ conceptualiza as novas formas de configuração espacial e temporal que se estabelecem sob o novo paradigma tecnológico, que, entre outras valências e características, permite interações síncronas à distância.

 

 

Artista Diogo Evangelista
Curadoria João Laia
Uma produção da Galeria Zé dos Bois para a BoCA

 

Biografia

 

Próximos Eventos

ler mais
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +