E se esse texto fosse uma música? E se essa música fosse uma pintura? E se essa pintura fosse uma ação? E se essa ação fosse um espaço? “Corpo Visível”, título do primeiro poema de Mário Cesariny, é um projeto que propõe desenvolver um processo de mediação e criação artística transdisciplinar com alunos de duas instituições de ensino artístico de Lisboa e Faro, cidades onde a BoCA 2023 tem lugar, em jeito de celebração dos 100 anos do nascimento de Mário Cesariny.  

O projeto assume-se como um processo de inquirição, pesquisa e colaboração artística, ligando diferentes territórios artísticos (poesia, música e artes visuais), duas geografias nacionais (Lisboa e Faro), duas instituições de ensino superior (Escola Superior de Música de Lisboa e Universidade do Algarve) e dois espaços culturais onde o resultado deste processo é apresentado (MAAT e Museu Municipal de Faro).

A construção do projeto reúne alunos de Composição da Escola Superior de Música de Lisboa e alunos do Curso de Artes Visuais da UALG, que concebem, com a coordenação artística da dramaturga, atriz e encenadora Keli Freitas, um formato híbrido de uma instalação-concerto transdisciplinar, uma co-criação pintada de fresco, um picnic que deu errado, à beira mar.


Coordenação artística:
Keli Freitas
Autoria: Keli Freitas, Sara Navarro, Ana Roque, João Mendes, Ana Madeira, Beatriz Caetano, Carolina Neves, Daniela Baptista, Duarte Silva, Ester Carrilho, Filipe Costa, Gabriel Silva, Gonçalo Brito, Iara Mendonça, Jéssica Garcia, Ruben Rojas, Larissa Ribeiro, Laura Caseiro, Marco Fernandes, Margarida Assunção, Margarida Sancho, Maria Carvalho, Marina Silveira de Paula, Marta Aleixo, Morgana Formosinho, Paula Franco, Raquel Ribeiro, Rita Moreno, Rúben Dias, Sandra Sanches, Sofia Silva, Teo Ruas, Tomás Silva, Victor Silva
Professora do 1º ano do Curso de Artes Visuais da UALG: Sara Navarro Condesso
Introdução à obra de Mário Cesariny: Bernardo Pinto de Almeida
Encomenda e produção:
BoCA – Biennial of Contemporary Arts
Parcerias de instituições de ensino: Escola Superior de Música de Lisboa, Universidade do Algarve
Parcerias de instituições culturais: MAAT, Museu Municipal de Faro
Apoios: Câmara Municipal de Faro, Câmara Municipal de Lisboa, Fundação Millennium BCP
Agradecimentos: Alexandre Barata, Jaime Reis, Mirian Tavares

Próximos Eventos

ler mais
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +