Artista Residente 2019-2020

1+1=1
uma intervenção plástica de HORÁCIO FRUTUOSO

Durante o mês de Março, a BoCA renova a sua ligação ao Centro de Experimentação Artística do Vale da Amoreira, na Moita, oferecendo ao público local um novo ciclo de extensão das suas atividades. Apresenta três atividades de participação gratuita: uma oficina de dança com os coreógrafos Jonas & Lander, uma intervenção plástica permanente do Horácio Frutuoso (Artista Residente da BoCA no biénio 2019-2020) e um encontro/conversa sobre práticas artísticas contemporâneas destinado a alunos das escolas secundárias locais. A BoCA continua, assim, a expandir a diferentes cidades de Portugal e do estrangeiro as criações e os artistas portugueses que marcaram a segunda edição do evento de programação BoCA 2019, que teve lugar em Lisboa, Porto e Braga.

“1+1=1” é uma intervenção artística no átrio do CEA, com a participação da comunidade jovem local. O artista plástico Horácio Frutuoso constrói com a comunidade local um objeto artístico que irá permanecer inscrito na arquitetura do edifício.

Produção: BoCA
Apoio: CEA, Câmara Municipal da Moita:
A BoCA Bienal é um projeto financiado pelo Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes

Próximos Eventos

ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Mamadou Ba

    10 abril 2021
    Museu de Lisboa - Palácio Pimenta

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP e da impressão de livros em braille.

    Convidada: Mamadou Ba (ativista político, tradutor, dirigente SOS Racismo)
    Livro escolhido: "Erosão" de Gisela Casimiro
    Espaço verde: Jardim do Museu de Lisboa

    ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Beatriz Batarda

    24 abril 2021
    Museu de Lisboa - Palácio Pimenta

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP e da impressão de livros em braille.

    Convidada: Beatriz Batarda (atriz)
    Livro escolhido: por anunciar
    Espaço verde: Jardim do Museu de Lisboa

    ler mais